Incêndio atinge depósito e destrói dezenas de veículos apreendidos pela Polícia Civil do DF


Chamas começaram em área de mata dentro do terreno. Corpo de Bombeiros trabalha no combate às chamas; não há registro de feridos. Incêndio florestal atinge depósito de veículos apreendidos da Polícia Civil, no DF
Walder Galvão/G1
Um incêndio atingiu o Complexo Regional Norte da Polícia Civil do Distrito Federal, localizado em Sobradinho, nesta terça-feira (29). As chamas começaram em uma área de mata e chegaram a um depósito onde são guardados veículos apreendidos pela corporação.
De acordo com informações preliminares, o fogo consumiu entre 30 e 40 veículos, mas o total de danos ainda não havia sido contabilizado. Os bombeiros conseguiram controlar as chamas por volta das 15h e depois iniciaram o processo de rescaldo. Não há registro de feridos..
Os militares usaram o helicóptero da corporação para tentar conter as chamas. Na BR-020, entre Varjão e Sobradinho, a cerca de 10 quilômetros do local do incêndio, é possível ver a fumaça provocada pelo fogo.
Acionada pelo G1, a Polícia Civil informou que “no momento, todos os esforços estão concentrados para conter o incêndio no local. Demais esclarecimentos serão tempestivamente fornecidos após o controle da situação”.
Incêndios consomem 220 hectares em 3 dias
Bombeiros combatem incêndio na área de proteção do Palácio do Jaburu, em Brasília
Corpo de Bombeiros do DF/Divulgação
Nos últimos três dias, o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal atuou no combate a 111 focos de incêndios florestais. De acordo com a corporação, a vegetação destruída entre sexta-feira (25) e segunda (28) é de 220,5 hectares – o equivalente a 220 campos de futebol.
Entre julho e setembro, período de seca no DF, o fogo consumiu 17,4 mil hectares de Cerrado e superou os registros de todo o ano passado. A área destruída é a maior dos últimos nove anos, de acordo com levantamento da TV Globo, com base em dados do Corpo de Bombeiros.
O total desde janeiro soma 17.919,89 hectares, área do tamanho de Samambaia e mais de duas vezes maior que Águas Claras. Na série histórica, desde 2012, o recorde anterior de queimadas havia sido em 2019, quando houve 16.177,51 hectares de mata destruídos.
Chamas atingem área do Palácio do Jaburu
Na segunda-feira (28), um incêndio florestal de proporção média atingiu a área de proteção ambiental do Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente da República, Hamilton Mourão.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, as chamas começaram por volta de 13h35, após serviço de manutenção em uma torre de telefonia móvel na região, no qual operários utilizaram uma solda elétrica. Há suspeita de que essa tenha sido a causa do incêndio.
Conforme a corporação, o fogo ocorreu na área oposta às edificações oficiais. Nenhuma construção foi atingida e ninguém ficou ferido. As chamas foram controladas às 16h50. Após a operação, militares permaneceram no local para fazer o rescaldo.
VÍDEOS: G1 em 1 Minuto Distrito Federal
Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”