Internautas promovem boicote ao Carrefour depois de morte de homem negro

As hashtags #justicaporbeto e #VidasPretasImportam se tornaram, ao lado do nome “Carrefour”, os assuntos mais comentados no Twitter nesta 6ª feira (20.nov.2020).

A campanha começou depois que 1 homem negro foi espancado e morto por 2 homens brancos em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, na noite dessa 5ª feira (19.nov.2020), véspera do Dia da Consciência Negra. Internautas sugerem boicote à rede de supermercados.

João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, foi agredido em uma unidade do supermercado Carrefour. As imagens da agressão foram gravadas e circulam nas redes sociais.

Eis algumas publicações feitas na internet em protesto contra o Grupo Carrefour:



A reação também ultrapassou as telas. Manifestantes protestaram nesta 6ª feira (20.nov) em uma unidade do Carrefour localizada na Asa Sul, em Brasília.

O Carrefour disse, em nota, que lamenta profundamente o caso, que iniciou rigorosa apuração interna e tomou providências para que os responsáveis sejam punidos legalmente. A rede de supermercados chamou o ato de criminoso e anunciou o rompimento do contrato com a empresa que responde pelos agressores. Leia abaixo:

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.