Jovem de 18 anos é achada morta dentro de cisterna; polícia investiga homicídio em Jabaotão


Segundo a Polícia Civil, corpo da mulher estava em um antigo centro de apoio a usuários de drogas, em Piedade. DHPP fica no Recife
Thays Estarque/G1
Uma jovem de 18 anos foi encontrada morta, na manhã deste sábado (24), dentro de uma cisterna, em um antigo centro de apoio a usuários de drogas, em Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. A Polícia Civil informou que está investigando um caso de homicídio.
Por meio de nota, a polícia afirmou que o caso foi registrado na Rua Jardim Copacabana, onde funcionou um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). A corporação disse que o local é usado, atualmente, por pessoas que utilizam drogas.
Uma equipe da 7ª Turma da Força-Tarefa de Homicídios esteve no local para começar a apuração. Para a polícia, existe a possibilidade de a vítima ser usuária de entorpecentes.
A corporação apontou que a jovem pode ser ter sido morta por asfixia. No entanto, será preciso aguardar o laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) para confirmar a causa do óbito.
Um inquérito policial foi instaurado para apurar as circunstâncias do assassinato e identificar os autores. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
Estatísticas
Em setembro de 2020, Pernambuco registrou 288 homicídios, segundo dados divulgados pela Secretaria de Defesa Social (SDS).
Isso significa um acréscimo de seis casos, ou 2%, na comparação com o nono mês de 2019, que terminou com 282 vítimas. Em agosto, o governo havia notificado uma queda nos índices.
Ainda segundo a SDS, houve redução do número de assassinatos em três das quatro regiões do estado.
O Agreste apresentou recuo de 13,41%. O número de vítimas saiu de 82 para 71, na comparação entre os meses de setembro de 2020 e de 2019.
Na Zona da Mata, a queda foi de 12,7%: de 63 para 55 casos. Na Região Metropolitana, com exceção do Recife, a redução foi de 3,95%, saindo de 76 para 73 ocorrências.
No Sertão, houve crescimento de 43,75% (de 32 para 46) nos números de assassinatos, na relação entre setembro de 2019 e e de 2020.
Segundo o governo, 56% dos homicídios nos municípios sertanejos são de proximidade, ou seja, por intolerância de diversas formas, violência doméstica e intrafamiliar, discussões em bares, festas ou brigas de vizinhos.
A SDS informou que, em setembro de 2020, as forças de segurança prenderam 185 acusados de homicídio, 82 deles em flagrante.
Acumulado do ano
Computando os dados entre janeiro e setembro, 2020 teve 2.837 homicídios. Foram 276 casos a mais do que no mesmo período de 2019. Nos nove primeiros meses do ano passado, o estado notificou 2.561 crimes. Em termos percentuais, houve um aumento de 10,8%, segundo a SDS.
Por região, a soma de janeiro a setembro demonstrou aumento. O Agreste passou de 667 para 677, um aumento de 1,5%.
O Recife variou de 377 para 411, um aumento de 9,02%. Percentual próximo ao dos demais municípios da área metropolitana (+9,46%), que saíram de 740 para 810 vítimas.
Sertão e Zona da Mata tiveram aumento de 19,79% (de 283 para 339) e 21,46% (de 494 para 600), respectivamente.
VÍDEOS: G1 em 1 Minuto
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.