Jovem é agredida por companheiro após se negar a fazer jantar em Balneário Camboriú

Mais um caso de violência doméstica ocorreu neste final de semana em Balneário Camboriú. Uma jovem de 21 anos, foi agredida pelo companheiro, na tarde de sábado (26), no bairro das Nações. O suspeito pela violência, é o companheiro dela, que socou a cabeça na parede até ela perder a consciência. A filha do casal, de apenas um mês de vida, também foi atirada ao chão. Homem não foi preso até o memento.

Jovem é agredida por companheiro após se negar a fazer o jantar em Balneário Camboriú – Foto: Marcos Santos/USP Imagens/Divulgação/ND

O caso

Segundo informações da Polícia Militar de Balneário Camboriú, que registrou a ocorrência, a vítima informou se relacionar com o suspeito, há dois anos.

A jovem disse ter acordado o companheiro para ele ajudar a dar banho na filha, de 45 dias de vida. O homem pediu que ela preparasse o jantar, mas ela explicou não estar bem de saúde, e por isso não faria.

Em seguida, ele tirou a filha dos braços da mãe, a jogou no sofá e ela caiu no chão. A jovem foi agredida com golpes de soco no rosto e na cabeça, e arremessada várias vezes contra a parede. Mesmo após perder a consciência, o suspeito prosseguiu com a violência.

A vítima recobrou a consciência, com novos golpes do companheiro. A agressão só parou quando a jovem conseguiu fugir do apartamento e pediu ajuda dos vizinhos.

Lesões

A vítima teve cortes no rosto e na cabeça, próximo a nuca. A filha do casal que foi arremessada ao sofá, não sofreu lesões. Mãe e bebê foram encaminhadas ao pronto socorro e passam bem.

Relacionamento conturbado

A jovem relatou à polícia, que nos últimos dias o casal tem discutido com frequência, mas esta foi a primeira vez que o companheiro apresentou comportamento agressivo.

Suspeito está solto

O companheiro, suspeito pela agressão fugiu do apartamento, antes da chegada dos policiais. Antes de sair, ele ameaçou que voltaria ao local. A vítima  registrou boletim de ocorrência e foi orientada pelos policiais, sobre as medidas protetivas previstas pela Lei Maria da Penha, e demais procedimentos cabíveis ao caso.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.