Justiça condena médico ginecologista por violação sexual de pacientes em Florianópolis

Os crimes ocorreram contra três pacientes dentro do consultório do médico. As investigações começaram em 2018, segundo o MPSC. Ginecologista de Florianópolis é condenado por crimes de violação sexual
O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) informou na terça-feira (20) que um ginecologista de Florianópolis denunciado pelo órgão há três anos foi condenado por violação sexual mediante fraude. Os crimes ocorreram contra três pacientes dentro do consultório do médico.
De acordo com o MPSC, o médico foi condenado pela Justiça a pena de 8 anos, 11 meses e 10 dias de reclusão, em regime semiaberto. O nome do réu não foi divulgado. O processo corre em sigilo, para preservar a intimidade das vítimas. A decisão cabe recurso.
As investigações foram conduzidas pela 6ª Delegacia de Polícia Civil após diversas vítimas noticiarem terem sido abusadas durante consulta de rotina. Durante as diligências, os policiais encontraram medicamentos abortivos de uso controlado no escritório do médico.
Após o indiciamento, em abril de 2018 a 2ª Promotoria de Justiça da Capital ofereceu denúncia pelos crimes de violação sexual mediante fraude, posse de medicamento sem registro sanitário e de procedência ignorada.
Produtos abortivos
Após a condenação, em agosto, o MPSC recorreu da sentença buscando a condenação do réu também pelo uso dos produtos abortivos.
“Nesse tipo de crime, a comunicação oportuna à autoridade policial contribui para o resguardo dos direitos das pessoas ofendidas e, ao mesmo tempo, para a responsabilização do acusado”, afirmou o promotor Francisco de Paula Fernandes Neto.
Veja os vídeos do Bom Dia SC
Veja outras notícias do Estado no G1 SC
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.