Justiça nega pedido de liberdade para três filhos adotivos de Flordelis

A Justiça negou nesta quarta-feira, 14, os pedidos de liberdade para três filhos adotivos da deputada federal Flordelis. Marzy Teixeira, André Luiz de Oliveira e Carlos Ubiraci Francisco são acusados de participar do assassinato do pastor Anderson do Carmo, marido da parlamentar, em junho do ano passado. Ao todo, sete filhos e uma neta também respondem pelo crime. Na decisão, a juíza Nearis dos Santos, da 3ª Vara Criminal de Niterói, afirmou que os acusados pertencem ao mesmo grupo familiar, “mostrando-se infactível a fiscalização de proibição de contato entre estes fora da prisão”.

Os três filhos estão em unidades prisionais diferentes, sem qualquer contato entre si. Os acusados também não podem se relacionar com Flordelis, que é apontada como mandante do crime. Por ter imunidade parlamentar, Flordelis não foi presa, mas está usando tornozeleira eletrônica e não pode sair de casa à noite. Na terça-feira, 13, a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, negou habeas corpus da deputada que pedia o fim do monitoramento. Na ocasião, a ministra afirmou que as medidas cautelares determinadas justificam-se por “elementos razoáveis e adequados à excepcional gravidade dos crimes em apuração (homicídio consumado triplamente qualificado, homicídio tentado duplamente qualificado, uso de documento ideologicamente falso, associação criminosa) e diante das denúncias de tentativa de intimidação de uma das testemunhas de acusação pela ré Flordelis dos Santos de Souza”.

*Com informações da repórter Letícia Santini

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”