Leo Dias chora e desabafa: ‘Deus me mandou vários sinais e eu não entendia’

O Tô na Pan desta terça-feira (29) recebeu o pastor Deive Leonardo e sua esposa Paula. Em conversa franca, o apresentador Leo Dias não conteve as lágrimas ao falar sobre sua relação com Deus e o vício em drogas. “Deus me mandou vários sinais e eu não os entendia. Eu não estava lúcido para isso, não estava nem são. A minha vida passava numa velocidade absurda”, relatou Leo.

O jornalista da Jovem Pan disse que foi surpreendido com uma ligação da cantora Iza na última Sexta-Feira da Paixão. “Eu não tenho muita proximidade com ela, mas me ligou dizendo que Deus tinha entrado em contato com ela. Ela falou: ‘Você é um filho muito querido por ele. Mas ele viu que você se afastou e está se afastando cada vez mais dele, ele só pede para você voltar’”, relatou Leo, emocionado. “Percebi ali que eu precisava mudar e, por isso, vim aqui para o Nordeste, para sair daquele ambiente nocivo que eu estava vivendo”, completou. Leo disse que ainda busca a palavra de Deus via internet. “Sei que não é correto, é um distanciamento egoísta. E não é por causa da pandemia, não vou ser hipócrita por causa disso.”

“Te ver assim não me surpreende em nada, consigo ver muita verdade em você. Isso já é Deus agindo dentro de você. O ser humano sozinho não tem o desejo de buscar o Senhor, isso só acontece quando Deus já está dentro de nós. (…) Para você ser encontrado por Jesus ou procurar a Deus, é parar de fugir e sua vida muda a partir daquele dia”, aconselhou o pastor. Ao final do programa, Leo Dias voltou a chorar e contou que já está há mais de 90 dias sem consumir drogas. “Eu tô em frangalhos porque veio na minha cabeça muita coisa que eu passei, muitos momentos que fiquei sozinho. Às vezes me perguntam porque fico tão pouco tempo em São Paulo, mas é que me remete à droga. É fundamental não ficar fazendo conta, mas estou há três meses e 13 dias longe das drogas.”

Assista ao Tô na Pan na íntegra:

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”