Luciano Huck vira alvo de ‘cancelamento’ na web

 
luciano-huck-vira-alvo-de-‘cancelamento’-na-web

Luciano Huck vira alvo de 'cancelamento' na web - Reprodução/Instagram

“Covardia, bullying, desrespeito… Nada disso é tolerável. Felipe Neto é voz corajosa nas redes. Goste-se ou não dele, temos de defender quem renova o debate público. Se nossa geração quer deixar como legado um país mais afetivo e eficiente, temos de participar mais”, escreveu o artista ao compartilhar um post do influenciador denunciando os ataques que vem sofrendo.

Luciano Huck sai em defesa de Felipe Neto e recebe ataques na web

“São 12:39. Somente hoje, 416 vídeos já foram subidos para o Facebook e Instagram tentando me associar com pedofilia e conteúdo impróprio e foram derrubados por violação das diretrizes das plataformas. Quatrocentos e dezesseis vídeos. Ainda é meio dia”, disse Neto.

Com a hashtag Todos Contra Luciano Huck, o nome do global foi parar entre os assuntos mais comentados. Ateriormente, Felipe havia sido a pauta da tag.

A campanha #TodosContra surgiu como reação a uma foto falsa que acusava o youtuber de pedofilia. Políticos, como a deputada Carla Zambelli, e o cantor Netinho chegaram a aderir o movimento.

Campanha do bem

Anna Murakawa é uma jovem musicista que alçou patamares inimagináveis. Aos 29 anos, a violinista brasileira é fruto do projeto Guri, localizado na região de Osasco, na Grande São Paulo.

Depois de conquistar uma bolsa de estudos no exterior, onde vive há quatro anos, a professora de violino comoveu Fabiana Karla com sua história.

A atriz e ex-apresentadora do programa Se Joga, soube que, para Anna permanecer em Sidney, na Austrália, onde realizou o doutorado, precisaria alavancar o número de seguidores de sua rede social, para não correr o risco de ser deportada.

A alegação? A jovem teve o visto negado com a justificativa de não ter uma carreira internacional mensurável, ou seja, por não apresentar um número expressivo de seguidores em seu Instagram, não poderia permanecer no país.

Inconformada com tal situação, Fabiana Karla solicitou a ajuda do amigo Luciano Huck, para divulgar o drama da violinista e, assim, conseguirem conquistar cada vez mais fãs nas mídias sociais da moça.

Vamos ajudar?

Anna Murakawa detalhou um pouco mais sua trajetória de garra e realização.

“Quem eu sou? A união faz a força. Ontem quando eu recebi a notícia do visto negado meu coração parou. Eu fiquei sem entender, eu me senti confusa, eu me senti sozinha, eu me senti desamparada e passei o dia chorando. Agora somos 100 mil. Um feito inacreditável quando tudo parecia perdido. 100 mil anjos. Obrigada por serem essa força necessária, eu não tenho palavras para agradecer vocês”, descreveu ela, em sua rede social.

A professora corre contra o tempo, para seguir desenvolvendo seu ofício.

“Tenho agora 19 dias restantes para abrir o processo e ir pra corte e graças a ajuda de cada um de vocês, as orações e os pensamentos positivos eu creio que a situação pode ser revertida. O visto infelizmente foi negado porque o governo alegou que meus números não são condizentes com o de um artista internacional”, frisou.

Ela finaliza demonstrando total gratidão a todos que estão lhe ajudando, nesta corrente de solidariedade.

“Números podem ser tão vazios, mas nesse momento eles valem muito. Para mim cada número representa uma pessoa que apoia o meu sonho e capaz de mudar a minha vida para sempre. Obrigada por cada mensagem de carinho, cada repostagem, cada compartilhamento. Eu realmente não sei o que faria sem todos vocês. Sonho que se sonha só é só sonho, sonho que se sonha junto é realidade. Obrigada, obrigada, obrigada! #AnnaNaAustralia #AnnaMurakawa”, finalizou.

Então, vamos lá gente! Bora seguir o perfil @annamurakawa.violin