Mais de 500 pessoas e empresas culturais são contempladas pela Lei Aldir Blanc em Juiz de Fora


Para aqueles que não foram aprovados ou não fizeram a inscrição a tempo, haverá uma nova oportunidade. Saiba o que fazer. Sede da Funalfa em Juiz de Fora
Prefeitura de Juiz de Fora/Divulgação
A Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa) divulgou nesta sexta-feira (20) que 507 pessoas físicas e 11 micros e pequenas empresas culturais foram contempladas pela Lei Aldir Blanc em Juiz de Fora. Os escolhidos podem ser conferidos aqui e o pagamento deve ser feito até o dia 30 de novembro.
De acordo com o gerente de Fomento à Cultura, Henrique Araújo, os contemplados devem aguardar contato da pasta para agendar a assinatura do termo de compromisso. Posteriormente, será necessário apresentar um relatório sobre a influência da pandemia.
Em outubro, o G1 mostrou que a Funalfa recebeu R$ 3,4 milhões para uso da lei. O objetivo da ação é garantir apoio a trabalhadores da cadeia produtiva da cultura no Brasil, diretamente impactados pela Covid-19.
Conforme a pasta, para aqueles que não foram aprovados ou não fizeram a inscrição a tempo, a Funalfa reabrirá o edital na segunda-feira (23). O intuito é preencher vagas remanescentes. O novo prazo será até sábado (28).
“Com essa reabertura, a Funalfa dá continuidade ao trabalho de busca ativa desses artistas. Iremos realizar reuniões para o esclarecimento de dúvidas, plantões presenciais e online. Também manteremos a inscrição oral, para que todos os agentes culturais possam participar da melhor maneira possível”, destacou a diretora-geral, Tamires Fortuna.
O edital permanece o mesmo e está disponível no site da Fundação. A divulgação dos resultados da segunda etapa de inscrições deve sair no dia 2 de dezembro. Para mais informações, os canais de atendimento são: WhatsApp: (32) 99912-0157, leialdirjf@gmail.com e (32) 3690-7036, de segunda-feira a sábado, das 12h às 18h.
Initial plugin text
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.