Mandado de segurança

Se o impeachment do governador Carlos Moisés da Silva (PSL) realmente se confirmar — e todos os prognósticos apontam para este fim —, não vai ser por falta de empenho da deputada estadual Ana Paula da Silva (PDT), de Bombinhas, líder do governo na Assembleia Legislativa. Ontem à noite, ela entrou com mandado de segurança no Grupo de Câmaras de Direito Público, no Tribunal de Justiça de Santa Catarina, contra decisão da Comissão Especial do Impeachment dos Respiradores.

Paulinha alega que foi impedida de pedir vista e juntar documento recebido do Tribunal de Contas do Estado, e garante haver fatos novos que poderiam interferir no julgamento dos parlamentares sobre o caso. O recurso é assinado pelos advogados Rychard Farah e Rodolfo Macedo do Prado.

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”