Matarazzo promete subprefeitos técnicos em SP e responsabilidade pública por calçadas


Candidato do PSD diz que, se eleito, Prefeitura da capital paulista irá ‘financiar’ IPTU e isentar de taxas empregadores que não demitirem. Andrea Matarazzo visitou a Zona Norte de SP
Phelipe Guedes/TV Globo
O candidato do PSD à Prefeitura de São Paulo, Andrea Matarazzo, visitou nesta sexta-feira (16) a região de Santana, na Zona Norte de São Paulo, onde conversou com eleitores. Ele disse que, se eleito, a responsabilidade pela manutenção das calçadas será da Prefeitura e que pretende melhorar a atuação das subprefeituras na zeladoria urbana nos bairros.
“Você tem que equipar as subprefeituras com prefeitos que não sejam de composição política, os subprefeitos têm que ser pessoas que tenham afinidade com a região e, principalmente, qualificação técnica. Calçada, para mim, é a via pública do pedestre, então a responsabilidade tem que ser do poder público e nunca do dono do imóvel”, disse.
Andrea Matarazzo foi a Santana a convite da Associação de Moradores do Jardim França, um bairro da região. Ele estava acompanhado da candidata à vice, Marta Costa.
A associação de moradores reclama de problemas de circulação nas principais avenidas de Santana, como a Cruzeiro do Sul. O candidato disse que existia um projeto de ligação dela com a avenida Ataliba Leonel, mas que agora uma outra solução tem que ser encontrada.
“Você vai ter que reestudar o projeto, porque foi construído um prédio no meio da avenida. No caso da Avenida Brás Leme, são 500 metros pra juntar na Ataliba Leonel, tem que ver se é por cima ou subterrâneo, subterrâneo é um projeto muito mais caro. Mas, efetivamente, essa região precisa de uma solução urbanística para dar continuidade a todo desenvolvimento”, disse ele.
O candidato visitou também a igreja do bairro, tomou café em uma padaria e falou com comerciantes. Andrea Matarazzo pretende facilitar o pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para os empresários que não demitirem.
“Temos um plano para recuperação dos empregos que é o financiamento do IPTU, de 70% a 80% vinculando à manutenção de empregos, além da dispensa de taxas da Prefeitura, a facilitação das licenças de funcionamento e revisões de licença, a capacitação das pessoas que estiverem desempregadas a serem feitas pelos sindicatos e a qualificação de microempresários para o empreendedorismo junto com o Sebrae”, disse.
Initial plugin text
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.