‘Me tornei escravo da fama, mas meu filho me acordou’, diz Léo Chaves

Em entrevista ao programa Pânico nesta sexta-feira, 30, o sertanejo Léo Chaves afirmou que “se perdeu” com a fama que conquistou com a dupla Victor & Leo, ao lado de seu irmão Victor Chaves. “No auge do Vitor & Leo, me tornei refém do sucesso e me perdi. Havia apontado um lugar para chegar na vida e, quando cheguei, pensei que seria lindo, só curtição. Achava que a vida era ir para a fazenda e tomar umas, mas acabei andando para atrás. De repente me vi longe de mim mesmo, das coisas importantes. Até que tive a oportunidade de ouvir do meu filho, com os olhos cheios de lágrimas: ‘pai, cansei de ser o último da fila, não aguento mais essa história de você não ter tempo para a gente’. Isso me acordou”. De acordo com o cantor, o episódio possibilitou que ele procurasse estudos voltados para o desenvolvimento comportamental.

“Desde então, desci do palco. Estar em evidência é gostoso, o poder vicia e isso é muito sério. As pessoas, em geral, não sabem lidar com o sucesso e desenvolvem a necessidade de ter razão o tempo todo, de ser o centro das atenções. Eu vivi isso e me libertar disso não foi fácil, a liberdade não tem preço. Passei a levar meus filhos na escola e no clube, a ir aos restaurantes sem me importar. Passei a ser um ser humano e nada mais”. O compositor de hits como “Fada” e “Deus e eu no sertão” afirmou que as pesquisas sobre inteligência emocional e neurolinguística possibilitou a prática “do poder da mente para construir sua realidade frente aos problemas”. Por isso, atualmente Léo compartilha seus conhecimentos no Instituto Hortense, voltado para crianças carentes, e com o público através de palestras.

“Tive a oportunidade de fundar um instituto que atende a área da educação, potencializando as habilidades socioemocionais em crianças carentes. Ampliando o impacto do desenvolvimento comportamental na educação, muitas pessoas me chamaram para dar palestras. Sempre cantei, mas tinha muitos problemas para falar em público. Enxerguei nelas uma oportunidade de me enfrentar e vencer aquele medo”. Em suas palestras, o sertanejo foca em assuntos como mudança e revolução de vida e desenvolvimento comportamental, usando de sua história na música como exemplo.

Confira a entrevista com Léo Chaves:

 

 

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.