Menino nos EUA faz homenagem emocionante a Chadwick Boseman

O rei T’Challa, do filme Pantera Negra, era o super-herói favorito do menino Kian Westbrook, segundo escreveu seu pai nas redes sociais

O jovem Kian Westbrook, de 7 anos, soube pelos familiares da notícia de que o ator Chadwick Boseman havia falecido. O pequeno Kian nunca havia conhecido Boseman, mas gostava do ator por um motivo: ele interpretara seu super herói favorito, o rei T’Challa, protagonista do filme Pantera Negra (2018).

O garoto então decidiu juntar seus bonecos de super-herói e fez uma homenagem ao ator em sua casa, fotografada pelo pai, King Westbrook, que postou a imagem em suas redes sociais. Na imagem, Kian faz o gesto que foi popularizado pelo filme.

“Meu garotinho e os Vingadores fazendo um velório para o Pantera Negra”, escreveu o pai no Twitter. Kian e o pai moram na cidade de Florissant, no estado do Missouri.

Após a repercussão do post, que teve mais de 70.000 compartilhamentos e mais de 600.000 curtidas no Twitter desde a publicação no sábado, 29, o pai de Kian voltou a escrever para agradecer as mensagens.

“Kian queria agradecer a todos do fundo de seu coração por todas as palavras amáveis que deram a ele neste post. Quando ele soube do falecimento do Chadwich, ele ficou de coração partido. Mas ele sabe que a morte faz parte do ser humano, e quis lidar com a perda de seu herói dessa forma”, escreveu o pai.

À rede de televisão britânica CNN, o próprio Kian disse que o protagonista de Pantera Negra era “um modelo para mim e para os meninos negros porque ele me fez entender que meninos negros podem ser heróis também”. “Quando eu soube que ele morreu, fiquei muito triste. Eu fiquei chorando e não conseguia parar de falar dele”, disse o menino.

Boseman morreu após não resistir a um câncer de cólon, com o qual foi diagnosticado em 2016. O ator nunca havia falado sobre sua doença em público e realizou seus últimos trabalhos mesmo em meio ao tratamento. O ator faleceu aos 43 anos, em Los Angeles, na Califórina.

Seu principal personagem, o rei T’Challa, do reino fictício e altamente tecnológico Wakanda, virou um símbolo de representatividade entre as grandes produções cinematográficas por ser um dos poucos heróis e protagonistas negros no cinema. O elenco principal do filme também é todo negro, o que foi aclamado como um marco entre as super produções.

Lançado em fevereiro de 2018, Pantera Negra foi um sucesso de bilheteria e faturou só com ingressos mais de 1,3 bilhão de dólares globalmente, metade nos EUA e metade em outros países. Nos EUA, foram 700 bilhões de dólares, e 647 bilhões no exterior.

Após a morte de Boseman, uma série de colegas, celebridades e personalidades homenageou o ator e seu trabalho nas redes sociais.

O tweet da página oficial do ator que anunciou sua morte foi o de maior repercussão da história, segundo o próprio Twitter.

Em menos de 24 horas, a página recebeu mais de 6 milhões de likes, e com isso superou com folga o recorde anterior, de 2017, que pertencia ao então presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. A rede social escreveu que esse foi “um tributo digno de um rei”.

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”