Moisés teve celular e computador apreendidos em operação da PF na residência oficial

A manhã de quarta-feira (30) foi atribulada na Casa D’Agronômica, residência oficial do governador de Santa Catarina.

Agentes da Polícia Federal permaneceram por cerca de três horas na residência em investigação que busca indícios de crimes relacionados à aquisição emergencial de 200 respiradores pulmonares pelo governo do Estado. A aquisição foi junto à empresa particular Veigamed, no valor antecipado de R$ 33 milhões.

Governador Carlos Moisés concedeu coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira após operação da PF – Foto: Reprodução/ND

Em coletiva de imprensa no final da manhã desta quarta-feira, o governador Carlos Moisés avaliou a ação como uma “busca e apreensão desnecessária e injustificada”.

Segundo ele, há dois meses o governo teria oferecido “muito mais” do que foi levado na operação desta quarta-feira, que apreendeu um computador e um celular de uso pessoal do governador.

*Em breve mais informações

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”