Morre ex-narrador esportivo Celestino Valenzuela aos 92 anos em Porto Alegre


Conhecido pelo bordão ‘que lance’, Celestino foi um dos principais narradores esportivos do estado. Morre Celestino Valenzuela, aos 92 anos, um dos principais narradores esportivos do RS
O ex-narrador esportivo Celestino Valenzuela morreu aos 92 anos, na noite de quinta-feira (15), em Porto Alegre.
Ele estava internado no Hospital São Francisco da Santa Casa. Segundo a família, ele teve um infarto em junho. No hospital, teve outras complicações. A morte teria sido de causas naturais.
Celestino vai ser velado no Crematório Metropolitano nesta sexta-feira (16). Em razão da pandemia de coronavírus, apenas 10 pessoas por vez podem entrar na capela. A cerimônia final, marcada para às 16h, será restrita para familiares.
Famoso pelo bordão ‘que lance’, Celestino foi um dos principais narradores esportivos do Rio Grande do Sul, narrando conquistas emblemáticas da dupla Gre-Nal, como o Mundial de Clubes do Grêmio em 1983 e o tricampeonato brasileiro do Inter em 1979.
Natural de Alegrete, na Fronteira Oeste do estado, se dizia torcedor do Aimoré, clube de futebol de São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre.
Celestino trabalhou 19 anos na RBS TV, na narração de esportes e na bancada do Jornal do Almoço. Se aposentou em 1989.
Celestino Valenzuela morreu aos 92 anos
Reprodução / RBS TV
Veja vídeos do Bom Dia Rio Grande
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”