Morre o empresário lajeadense Italo Reali em Garopaba

Foto: arquivo pessoal

Faleceu na manhã desta quinta-feira (19) o empresário lajeadense Italo Reali, aos 72 anos. Ele foi vítima de um infarto fulminante na sua casa de Garopaba, Santa Catarina. Reali teve a sua vida marcada pelo empreendedorismo no empresariado e pelo trabalho voluntário em prol da cidade de Lajeado.

Natural de Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, Italo Reali adotou Lajeado como seu município, com muito carinho. “Minha vida é Lajeado”, disse ele quando foi agraciado pela Câmara de Vereadores de Lajeado com o título de Cidadão Lajeadense, em dezembro de 2019, através de uma proposição de Mozart Lopes (PP).

Ele residia há seis décadas em Lajeado e há poucos meses começou a intercalar sua moradia entre a cidade do Vale do Taquari e sua residência de Garopaba, a fim de aproveitar mais a vida e a família.

Italo atuou em diversas empresas da região, dentre elas a Minuano, onde foi diretor por 22 anos (1979 a 2001). Também trabalhou na Olvebra, no Unibanco, Wolff Tecidos, Florestal Alimentos, Reali Imóveis, dentre outros. Entre janeiro de 2016 e abril de 2019, atuou na Prefeitura de Lajeado, na gestão de Marcelo Caumo, como coordenador de Relações Comunitárias e Setoriais.

Recentemente, também foi presidente do Comitê de Revitalização do Centro Histórico de Lajeado, no qual permanecia atuante com muitas propostas para o desenvolvimento dessa área da cidade.

Reali teve importante atuação em entidades locais como a Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil), onde foi diretor por mais de dez anos, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Univates, Senai Lajeado, Sociedade Lajeadense de Atendimento a Criança e ao Adolescente (Slan), onde chegou a ser vice-presidente entre 2017 e 2019. Também participou de diretoria do Clube Tiro e Caça (CTC), Clube Caixeral e na Comunidade Católica/Paróquia Santo Inácio de Loyola, onde foi secretário durante duas gestões.

Além de ser entrevistado por suas ações, Reali teve participações na programação da Rádio Independente nos últimos anos no programa de debates “Contraponto” e no quadro “Direto ao Ponto”, onde apresentava comentários dentro do programa “Troca de Ideias”. Uma das suas marcas era a positividade.

Italo Reali deixa a esposa Vanessa Christ Reali, três filhos e cinco netos. Seu velório será realizado nesta sexta (20), das 8h às 12h, na capela D do Memorial Jardim da Montanha (Diersmann), no bairro Montanha, em Lajeado.

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.