Motociclistas invadem espaço de pedestres na passarela da BR-116, no Bairro Aerolândia, em Fortaleza


População relata infração como algo recorrente e arriscado para usuários do equipamento. Passarela da BR-116 em Fortaleza é utilizada irregularmente por motociclistas
Thiago Gadelha
Passarela da BR-116, na Aerolândia, é usada de forma irregular por motociclistas que utilizam o equipamento para fazer retorno na via mesmo com movimentação de pedestres. Considerada infração de trânsito, a prática pode ser observada constantemente no local. Multa de até R$ 880 e sete pontos na carteira estão entre as penalidades previstas.
O G1 solicitou à Polícia Rodoviária Federal (PRF) como funciona a fiscalização do local e aguarda resposta do órgão para atualização desta publicação.
O problema para os moradores da Aerolândia e demais usuários da passarela, entre eles idosos, crianças e gestantes, se tornou rotineiro, como conta um morador ouvido no local. “Sempre eles [motociclistas] sobem, descem, e a gente não pode fazer nada. Eu nunca presenciei um acidente, mas é constante essa situação”, relata.
A utilização da passarela é considerada infração gravíssima como apresenta o Código de Transito, no Artigo 193, que inclui proibição de uso das calçadas, ciclovias e das ciclofaixas. Os motociclistas, que invadem a passarela para evitar o uso dos viadutos que permitem realizar os retornos de forma regular, estão sujeitos à multa de R$ 880 e sete pontos na carteira.
VÍDEOS: Veja mais notícias do Ceará
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.