MPRJ denuncia empresário e amigo que filmaram mulheres praticando ioga

O Ministério Público do Rio de Janeiro decidiu denunciar à Justiça o empresário e seu amigo que filmaram e postaram vídeo de duas mulheres fazendo exercícios na Lagoa Rodrigo de Freitas, na capital fluminense. As publicações, recheadas de machismo, sexismo e atos obscenos, foram compartilhadas nas redes sociais. O empresário Ricardo Roriz e Celso Barros já haviam sido indiciados pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. Agora, eles foram denunciados pelo MPRJ à Justiça por perturbação da tranquilidade e gestos obscenos.

As postagens feitas em agosto neste ano tiveram enorme repercussão na internet. A advogada filmada, Mariana Maduro, viu as cenas nas redes sociais e decidiu prestar queixa contra a dupla. Após a polêmica, os homens apagaram os vídeos nas redes sociais e pediram desculpas. A defesa informou que vai tentar um acordo e buscar uma transação penal por entender que o crime cometido é de baixo potencial. Em conversa pelo telefone com a Jovem Pan, a advogada Mariana Maduro disse ter ficado satisfeita com a manifestação do MPRJ, que não se omitiu. No entanto, ela informou que vai mover ações contra os homens na esfera civil e criminal e quer uma indenização por danos morais para ser ressarcida, uma vez que perdeu clientes e vem fazendo tratamento psicológico após o episódio.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”