Nova ‘Avenida Brasil’: trânsito é reclamação constante; obras poderiam diminuir tempo perdido, mas estão atrasadas


Equipe da TV Globo percorrerá 58 km — do Centro a Santa Cruz — para ver de perto os desafios da principal via expressa da cidade que os candidatos à Prefeitura do Rio vão enfrentar. Avenida Brasil agoniza com obras que não terminam nunca
A Avenida Brasil é a maior avenida do país em extensão, com 58 km, cortando 32 bairros do Rio. O percurso é longo e o trânsito pesado o torna ainda mais demorado. Os engarrafamentos estão entre as maiores reclamações sobre a via expressa e foram tema do segundo capítulo da série de reportagens ‘Avenida Brasil’.
‘Avenida Brasil’: série mostra problemas do Rio no caminho da via que corta 32 bairros
Veja os vídeos da série
‘Avenida Brasil’: trânsito é reclamação constante; obras poderiam diminuir tempo perdido, mas estão atrasadas
Para mostrar os problemas da via, o repórter Chico Regueira vai percorrê-la do início ao fim – ou seja, do Centro a Santa Cruz – e mostrar no Bom Dia Rio, RJ1 e RJ2 várias questões, como trânsito, transporte público, qualidade do asfalto, coleta de lixo, saúde, obras, programas habitacionais e segurança.
A série especial começou nesta segunda-feira (28), no Terminal Novo Rio, no Santo Cristo, e vai até sábado (3), quando chega a Santa Cruz.
Já no primeiro dia de travessia, a equipe de reportagem ouviu muitas reclamações sobre o trânsito. Um morador de Nova Iguaçu revelou que leva todo dia 3 horas para ir e 3 para voltar. Outro, de Cosmos, duas para ir e duas para voltar. “Todo dia tem um problema, o ônibus quebra, um acidente…”, reclamou um deles.
Pra tentar desafogar o movimento, está sendo criado um corredor expresso de ônibus, o BRT Transbrasil, que terá 27 km, com 18 estações que ligarão a Região Central a Deodoro.
As obras começaram em 2014. A previsão inicial de entrega era 2016, mas as obras continuam. “Se eu tivesse o BRT, minha vida seria facilitada”, disse o vigilante e motorista de ônibus Luiz Carlos Macedo Moura.
Obra vai agilizar a vida do motorista que vai da Linha Vermelha para a Ponte
Reprodução/RJ2
Outra obra importante é a alça de ligação da Ponte Rio-Niterói com a Região Portuária. A intervenção vai agilizar o caminho do motorista que sai da Linha Vermelha pra pegar a Ponte. A obra ainda está em andamento e faz parte da contrapartida de concessão do pedágio da Ponte Rio-Niterói para a Ecoponte. Deve custar R$450 milhões.
A primeira parte da alça tem 2,5 km e que liga a Ponte a Linha Vermelha. Foi inaugurada em fevereiro desse ano e já desafogou um pouco o trânsito na Brasil na altura do Caju, para quem vem de Niterói. Quinze mil veículos já estão usando este caminho.
Se o motorista sofre com o trânsito, andar nas calçadas da Brasil é missão quase impossível. O asfalto é desnivelado, há pedras por todo lado e em alguns trechos como o da altura da comunidade do Arara, não dá pra passar. De um lado tem um carro estacionado e do outro uma montanha de lixo.
Candidatos a prefeito do Rio nas eleições de 2020: veja a lista
Avenida Brasil em números:
Extensão : 58 km
Bairros : 32
População dos bairro: 2,1 milhões
Fluxo de carros por dia: 220 mil veículos
Hoje, com a pandemia: 170 mil veículos por dia
VÍDEOS: as notícias mais assistidas do G1 nos últimos 7 dias:
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.