Número de pessoas afetadas pelo temporal no Paraná sobe para 2,8 mil em 25 cidades, diz Defesa Civil


De acordo com boletim divulgado no fim da tarde desta segunda-feira (28), 631 casas foram danificadas pela chuva, deixando 32 desalojados. Segundo a Copel, 38 mil imóveis estão sem luz. Árvore caiu sobre casa, em Maringá
Cláudio Oseias/RPC Maringá
O número de pessoas afetadas pelo temporal de domingo (27), no Paraná, subiu para 2.834 em 25 cidades, segundo balanço feito pela Defesa Civil e publicado no fim da tarde desta segunda-feira (28). Em todo o estado, 631 casas foram danificadas pelas chuvas.
Diversas cidades do Paraná registraram ventos fortes e granizo durante a tarde domingo. No começo da manhã, o boletim da Defesa Civil indicava 2.382 pessoas afetadas em nove cidades.
Segundo o órgão estadual, 32 pessoas ficaram desalojadas por conta da tempestade, sendo a maior parte moradores de Guarapuava, na região central do Paraná.
Paraná deve voltar a ter temperaturas altas e tempo seco a partir de terça-feira (29), diz Somar
Confira a previsão do tempo
O balanço indica ainda que General Carneiro, no sul do estado, foi a cidade onde mais pessoas foram afetadas pelo temporal. No município, 1.200 tiveram prejuízos e 300 casas foram danificadas.
O temporal também chegou a deixar cerca de 179 mil imóveis sem luz durante a noite de domingo.
Às 17h15 desta segunda-feira, a Copel informou que 38 mil unidades consumidoras permaneciam sem luz. As cidades mais afetadas são:
Curitiba: 3 mil imóveis sem energia
Lindoeste: 2 mil imóveis sem energia
Ponta Grossa: 1,5 mil imóveis sem energia
Maringá: 1,4 mil imóveis sem energia
A Copel disse que mobilizou mais de 500 equipes para reestabelecer o serviço.
Granizo em Ponta Grossa
Franciele Ramos/Você na RPC
Pelo estado
Durante o temporal, segundo o Sistema Tecnológico do Paraná (Simepar), Curitiba teve ventos de 50 km/h. Em Colombo, os ventos chegaram a 80 km/h. Já em Maringá, as rajadas se aproximaram dos 100 km/h.
Na capital, segundo a prefeitura, os bairros afeitados foram Santa Cândida, Boa vista, Abranches, Barreirinha e Bairro Alto.
Um balanço divulgado pela Prefeitura de Curitiba no fim da tarde desta segunda apontou que 1,4 mil pessoas foram afetadas pelas chuvas.
A capital também registrou 154 pedidos para retirada de árvores e galhos que caíram, além de 209 entregas de lonas.
Em Mato Rico, na região central do estado, a prefeitura informou que o temporal destelhou mais de 100 casas.
Uma residência ficou destruída na cidade após pegar fogo. Segundo a prefeitura, a suspeita é que tenha acontecido um curto-circuito. Ninguém se feriu.
Temporal que atingiu Curitiba derrubou várias árvores e deixou muita gente sem luz
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”