Onça-parda é flagrada em cima de árvore, em São Miguel do Iguaçu


Equipe do projeto Onças do Iguaçu atendeu o caso, nesta quarta-feira (14), e felino voltou para a área de mata próxima da propriedade rural onde o animal foi encontrado. Onça aparece em propriedade rural, em São Miguel do Iguaçu
Uma onça-parda foi encontrada em cima de uma árvore, em uma propriedade rural de São Miguel do Iguaçu, no oeste do Paraná, nesta quarta-feira (14).
O morador da casa disse que viu o animal na mangueira após perceber a agitação dos cachorros no quintal de casa.
Após registros de vídeo e pegadas, especialistas suspeitam de duas onças circulando, em Cascavel
A equipe do projeto Onças do Iguaçu foi chamada. Os especialistas afastaram os moradores e cachorros do espaço, para que o felino se sentisse confortável.
Segundo a equipe, a onça-parda desceu sozinha da árvore e voltou para a área de mata próxima da propriedade rural, que fica às margens do lago de Itaipu.
Onça-parda é encontrada em cima de árvore, em São Miguel do Iguaçu
Portal Costa Oeste/Imagem cedida
Medidas de segurança
Veja abaixo algumas orientações da Polícia Ambiental sobre aparições de onças:
Prevenção:
As pessoas devem evitar andar sozinhas, principalmente à noite;
Não deixar crianças sozinhas;
Deixar luzes acesas fora de casa;
Se possível, manter cães no próprio terreno.
Para afastar os animais:
Soltar rojões no fim da tarde e começo da manhã
Instalar sensores de presença para acender as luzes fora de casa, nos apriscos e currais (pois quando a onça passa a luz acende e assusta o animal)
Se encontrar o animal:
Se estiver a pé: Tentar manter a calma e se afastar lentamente. É importante não dar as costas ao animal e não se abaixar. Caso ele comece a se aproximar, é possível levantar os braços e fazer barulhos bem altos, para parecer maior e tentar assustar o animal.
Se estiver dentro de um veículo: Basta fechar as janelas e esperar o animal ir embora sozinho. Se possível, tente gravar um vídeo ou tirar fotos e repassar ao IAT, junto com a localização do avistamento.
Preservação do meio ambiente:
A caça de animais silvestres é proibida e deve ser denunciada à Polícia Ambiental pelo telefone 188.
Um dos motivos de onças e pumas atacarem animais de criação é a falta de presas em seu ambiente natural, que ocorre por causa do excesso de caça
Desmatar áreas naturais é crime e deve ser denunciado à Polícia Ambiental
Outro motivo comum para onças e pumas entrarem em fazendas e zonas urbanas (áreas geralmente evitadas por esses animais) é a perda de seus habitats naturais, o que força esses animais a buscarem outras áreas de vida.
VÍDEOS: Meio-Dia Paraná de quarta-feira, 14 de outubro
Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”