Pai de peão de rodeio que sumiu ao voltar em viagem de SP para GO pede ajuda para encontrá-lo: ‘Sofrimento’


Anderson Cardoso Domingues morava em Ribeirão Preto e decidiu voltar para Caldazinha em busca de novas oportunidades de trabalho, mas não chegou ao destino. Família está desesperada à procura por peão de rodeio que sumiu
O aposentado Augustinho Cardoso, pai do peão de rodeio Anderson Cardoso Domingues, de 29 anos, pede ajuda para encontrar o filho, que desapareceu quando voltava de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, com destino à Caldazinha, na Região Metropolitana de Goiânia.
“Nós esperamos que a TV e os amigos nos ajude e que ele volte rápido para casa . Estamos muito incomodados porque ficamos esperando a volta dele e ele não aparece. Todo mundo tá sofrendo muito”, desabafa o pai.
Anderson desapareceu no dia 24 de setembro. Segundo a família, um amigo que morava com ele teria dito que, no dia seguinte, o peão estaria voltando para Goiás, de carona, e com pouco dinheiro.
O sumiço foi registrado pela família na Polícia Civil de Goiás no dia 9 de outubro, mas segundo a corporação, o caso será investigado em São Paulo, local onde ele foi visto pela última vez.
De acordo com a família, o goiano decidiu voltar para a cidade natal em busca de novas oportunidades de trabalho, já que a quantidade de rodeios em Ribeirão Preto diminuiu por conta da pandemia de coronavírus.
A mãe do jovem, Sirlene Domingues Vieira Teixeira, de 54 anos, conta que o filho trabalhava nos últimos meses por diárias de montagem em fazendas no interior paulista, mas o serviço pagava pouco, e ele viu a renda cair subitamente.
“Durmo mal ultimamente e choro muito com essa angústia em não saber onde meu filho está. Não sabemos se ele foi morto ou virou morador de rua. Pode estar passando fome”, disse.
Anderson Cardoso Domingues desapareceu ao sair de São Paulo com destino a Goiás
Sirlene Teixeira/Arquivo Pessoal
Viagem de carona e com pouco dinheiro
A preocupação da mãe se baseia nas condições de viagem a que o filho se submeteu. Segundo Sirlene Teixeira, ele decidiu voltar pegando carona na estrada e com pouco dinheiro no bolso.
“Nós fazíamos contato com ele por meio do celular de um amigo que morava com ele em São Paulo, na fazenda onde trabalhava. O celular dele foi roubado há alguns meses. Esse amigo dele que nos relatou que ele voltou de carona na estrada e quase não tinha dinheiro”, explica a mãe.
Sirlene conta ainda que não sabia que o filho queria voltar para Caldazinha nestes últimos dias. Eles chegaram a conversar sobre a volta há alguns meses, mas que o retorno agora no final de setembro não estaria combinado.
“O último dia que ele falou comigo foi em 23 de setembro e não comentou nada que viria embora. Dia 30 de setembro eu me preocupei, porque ele não tinha ligado mais. Liguei para esse amigo dele da fazenda, e ele me falou que dia 24 de setembro ele tinha saído da fazenda, dizendo que estava vindo embora”, relata Sirlene Teixeira.
Anderson Cardoso desapareceu ao sair de São Paulo com destino a Goiás
Reprodução/TV Anhanguera
VÍDEOS: Veja as últimas notícias de Goiás
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”