Parlamentares alteram pedido e vão votar pela abertura de processo de cassação de Zué do Esporte


Documento para instauração de Comissão Especial de Inquérito chegou a ser votado nesta segunda-feira (28), mas pedido de alteração fez com que sessão extraordinária fosse marcada para esta quinta-feira (29). A Câmara Municipal vai votar em sessão extraordinária nesta quinta-feira (29), às 14h, a abertura de um processo de cassação do vereador Josué Campos Narciso (PP), suspeito de importunação sexual em Varginha (MG). A instauração de Comissão Especial de Inquérito chegou a até mesmo ser aprovada na reunião desta quarta-feira (28), mas um pedido de mudança feito por um parlamentar fez com que a votação fosse retirada para que o novo documento seja votado.
O novo pedido também seria votado nesta quarta-feira, no entanto, era necessário que o suplente de Zacarias Piva (PSL), autor do documento, estivesse na sessão. Isso porque, como Piva é vereador e o pedido é de autoria dele, quem deve votar pelo regimento interno do Legislativo é o suplente do edil do PSL. Como o substituto não foi localizado, a sessão extraordinária foi marcada.
Vereadores vão votar por medido de processo de cassação contra parlamentar suspeito de importunação sexual em Varginha (MG)
Gabriela Prado/EPTV
Mudança de pedido
O pedido inicial de instauração da Comissão Especial de Inquérito foi feito na segunda-feira (26) por meio de documento protocolado na Câmara Municipal. Os autores do pedido foram os vereadores Carlos Lúcio Ferreira, Celso Ávila Prado, Zacarias Piva e José Alencar Santana Faleiros. Eles solicitavam a abertura da comissão para apurar o ato de decoro parlamentar de Zué do Esporte.
O documento chegou a ser votado e aprovado por unanimidade nesta quarta-feira, instaurando a comissão que levaria até 120 dias para realizar as investigações e posteriormente abrir a comissão processante, que pode levar à cassação de Zué do Esporte.
Por conta disso, o vereador Delegado Celso (PSDB) solicitou alteração no pedido. Durante a suspensão da sessão, Zacarias Piva redigiu novo pedido, agora o de cassação do mandato de vereador de Zué do Esporte por meio da instauração direta de uma comissão processante.
Por ser vereador/denunciante e o autor do documento, Piva fica impossibilitado de votar por conta do regimento interno do Legislativo. O suplente deveria estar presente para a votação, mas, no entanto, ele não foi localizado.
Com isso, a presidente da Câmara, Zilda Silva, marcou sessão extraordinária para esta quinta-feira (29), às 14h, para que o novo documento seja votado pelos vereadores.
Denúncia contra vereador
O vereador foi denunciado na polícia por importunação sexual de duas jovens no vestiário de uma escola da cidade. As vítimas têm 15 e 18 anos e treinam vôlei no local. Elas teriam sido espiadas pelo vereador por um buraco no teto enquanto trocavam de roupa no vestiário.
Segundo o boletim de ocorrência, as jovens relataram que Zué do Esporte pediu para que elas experimentassem peças de roupa, que seriam um uniforme de vôlei patrocinado, no vestiário da escola. Ele pedia que elas tirassem toda a roupa, inclusive as íntimas, durante a prova.
Josué Campos Narciso (PP) foi denunciado por jovens em Varginha (MG)
Reprodução/EPTV
Ainda conforme a denúncia, no momento da troca, a jovem de 18 anos ouviu um barulho no teto e notou que o homem a observava. Ela procurou a polícia, que também recebeu a denúncia da mesma situação de uma menor de 15 anos.
Em buscas realizadas na casa do vereador pela Polícia Militar, ele não foi encontrado no imóvel, mas os militares apreenderam uma arma calibre 12, um CD e um HD externo. A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso.
A polícia foi informada que o vereador morava de forma provisória na escola, sem autorização, e realizou buscas na no local, onde foi encontrado uma cadeira que dava acesso ao vão no teto e permitia a visão do vestiário. Além disso, a perícia achou em frente à cadeira o que parecia ser uma amostra de sêmen.
Havia também material de campanha eleitoral para a reeleição de Josué, o que não é permitido por se tratar de um local público.
A prefeitura de Varginha, no entanto, negou que o vereador durma no local. A Secretaria Municipal de Educação deve instaurar inquérito administrativo para apurar os fatos.
O presidente do Partido Progressistas (PP), de Varginha, Leonardo Ciacci, disse que “o Partido Progressistas aguardará atento o posicionamento das autoridades e os ditames legais para as devidas providências. Como presidente de Partido, não tenho competência legal para retirar ou indeferir a candidatura do Vereador, já que foi aprovada durante as convenções”.
Em relação à candidatura do vereador, de acordo com o Cartório Eleitoral, como não há nenhuma uma decisão em transitado em julgado, ele segue como candidato.
A produção da EPTV, afiliada da Rede Globo, entrou em contato com a defesa de Josué. O advogado Jonatan Luis de Oliveira Lima informou que o cliente nega as denúncias.
“Meu cliente, Josué Campos Narciso, nega com veemência qualquer fato criminoso imputado a ele, esclarecendo que no decorrer da Instrução Processual, provará cabalmente a sua inocência. Vale ressaltar que está à disposição da Autoridade Policial e da própria Justiça para prestar seus esclarecimentos”.
VÍDEOS: veja as últimas notícias da região
Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.