Patrimônio de candidatos à Prefeitura de Piracicaba vai de zero a R$ 34 milhões


Empresário Luciano Almeida (DEM) encabeça a lista de maior patrimônio entre os 12 candidatos, seguido pela advogada Érica Gorga (Patriota), que declarou R$ 3,6 milhões. Imagem de Rodrigo Oliveira Morelli que conquistou o 3º lugar em concurso anterior
Rodrigo Oliveira Morelli
Os candidatos à Prefeitura de Piracicaba (SP) declararam à Justiça Eleitoral patrimônio que vai de zero a R$ 34 milhões.
Obrigatória para quem disputa eleições, a declaração de patrimônio deveria ser feita até as 19h do sábado (26), prazo para que os partidos políticos e as coligações registrassem os candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador.
Todas as candidaturas estão agora sob júdice e podem ser impugnadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Veja qual é o patrimônio informado ao Tribunal Superior Eleitoral de 12 candidatos à Prefeitura de Piracicaba que registraram as candidaturas (em ordem alfabética):
Barjas Negri (PSDB): R$ 992.535,58
Carlito (PTC): R$ 13.000,00
Carolina Angelelli (PDT): R$ 4.300,00
Coronel Adriana (PSL): R$ 535.000,00
Evaldo Brito (Avante): Nenhum bem declarado
Érica Gorga (Patriota): R$ 3.663.737,23
Francys Almeida (PC do B): R$ 175.000,00
Luciano Almeida (DEM): R$ 34.097.487,38
Mário Neto (PSB): R$ 648.000,00
Nancy Thame (PV): R$ 2.542.119,42
Professor Adelino (PT): R$ 626.172,00
Zé Pedro (PL): R$ 2.612.000,00
Dos 12 candidatos, um declarou não possuir bens, enquanto há quem tenha relatado posse de um apartamento de R$ 1,1 milhão.
O maior patrimônio é do empresário Luciano Almeida (DEM), que declarou ter R$ 34 milhões em bens – R$ 2,5 milhões a mais do que possuía em 2016, quando também concorreu ao cargo de chefe do Executivo da cidade, mas não foi eleito. Do total declarado pelo candidato para o pleito deste ano, R$ 33,1 milhões são referentes a créditos a receber de empresas ou por empréstimos.
O patrimônio de Almeida é nove vezes superior ao declarado pela segunda candidata com maior quantidade de bens, a advogada Érica Gorga, do Patriota, que possui R$ 3,6 milhões, divididos em investimentos, conta no exterior, um carro, dois imóveis e cotas de uma empresa. Em 2016, quando concorreu a deputada estadual e conquistou a suplência, a advogada declarou R$ 3,1 milhões.
O terceiro maior patrimônio entre os candidatos é do empresário Zé Pedro, do PL, que declarou bens imóveis, um carro, participações societárias em empresas e dinheiro em conta corrente que totalizam R$ 2,6 milhões. No último pleito que ele concorreu, em 2012, sendo escolhido como suplente de vereador, registrou R$ 362 mil em patrimônio.
Ele é seguido pela engenheira agrônoma e vereadora Nancy Thame, do PV, que declarou R$ 2.542.119,42 em aporte financeiro – R$ 677,6 mil a mais que em 2016, quando concorreu e foi eleita vereadora.
Na sequência aparece o economista e atual prefeito Barjas Negri, do PSDB, que informou R$ 992.535,58 em patrimônio – R$ 192,4 mil a menos que no pleito de 2016, quando foi eleito prefeito.
O único que não declarou bens para o pleito municipal deste ano foi Edvaldo Brito, do Patriota, que nas eleições de 2016, quando também concorreu ao cargo de prefeito mas não foi eleito, relatou posse de R$ 80 mil em espécie.
Candidatos a vice
Já dentre os candidatos a vice-prefeito, dois alegaram não possuir bens a declarar: o corretor Bruno Prata, do PV, que em 2016 informou R$ 3.637,18 em aporte financeiro ao concorrer a vaga no Legislativo, conquistando posto de suplente; e Renato, do PTC, que em 2016 também não declarou patrimônio, ao conquistar suplência como vereador.
A lista dos que possuem maior aporte financeiro entre os postulantes a vice é encabeçada pelo médico Dr. Jair Leite, estreante em eleições pelo Patriota, que registrou R$ 5,6 milhões em patrimônio.
Logo em seguida está o empresário Vanderlei Caglioni, PSL, que também vem para a primeira eleição e declarou R$ 3,7 milhões.
Atrás dele está o contador e atual vice-prefeito Godoy, do PSDB, que informou R$ 1,7 milhão em bens – R$ 80 mil a mais que no pleito anterior.
Na sequência aparece o médico Doutor Ulisses, que vem para sua primeira eleição pelo PSB, com R$ 718.403,11.
Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.