Patrocínio tem novo secretário de Obras após Jorge Marra atirar e matar candidato a vereador Cássio Remis


Ronaldo Correa de Lima assume lugar do irmão do prefeito, que se entregou três dias depois do homicídio. Investigações seguem em andamento. Novo secretário de Obras em Patrocínio é nomeado após Jorge Marra ser preso pela morte do candidato a vereador Cássio Remis
Prefeitura de Patrocínio/Divulgação
O prefeito de Patrocínio, Deiró Marra (DEM), nomeou nesta segunda-feira (28) o novo secretário de Obras. Ronaldo Correa de Lima assume o lugar de Jorge Marra, que foi exonerado após atirar e matar o candidato a vereador Cássio Remis.
O autor do crime se entregou à polícia neste domingo (27) e alegou que agiu em legítima defesa. O homicídio ocorreu na quinta-feira (24), enquanto Cássio Remis fazia uma transmissão ao vivo em uma rede social apontando supostas irregularidades em obras da Prefeitura.
O crime foi registrado por câmeras de segurança (veja abaixo) e a arma apreendida no dia seguinte.
Vídeo mostra momento em que Cássio Remis foi baleado em Patrocínio
Novo secretário
Ronaldo Correa de Lima atuava como Superintendente do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Daepa). Segundo informou a assessoria da Prefeitura, ele já foi secretário da pasta em gestões anteriores e assume o cargo nesta segunda-feira.
A publicação oficial da nomeação será nesta terça-feira (29) no portal da Associação Mineira de Municípios (AMM). Vilson Batista Pinheiro Peres assume a superintendência do Daepa.
Homicídio e exoneração
Cássio Remis morreu na tarde de quinta-feira (24) após ser baleado pelo então secretário de Obras, Jorge Marra.
Antes de morrer, a vítima estava na Avenida João Alves do Nascimento mostrando o processo de revitalização, quando alegou na transmissão ao vivo que funcionários da Prefeitura eram usados para fazer serviços particulares em frente a uma residência que seria o comitê de campanha do atual prefeito, Deiró Moreira Marra.
Cássio Rémis já foi vereador de Patrocínio e havia se candidatado para as eleições de 2020
Reprodução/Facebook
Nesse momento, Jorge Marra saiu de um veículo, tomou o aparelho da vítima e voltou ao carro.
Conforme a Polícia Militar, em seguida, Remis foi atrás de Jorge Marra, que se dirigiu à Secretaria de Obras. Na porta do local, o candidato tentou pegar o telefone de volta, mas Marra atirou e fugiu.
Segundo o delegado Renato Mendonça Cardoso, testemunhas relataram que depois que a vítima foi alvejada pelas costas e caiu no chão, o autor ainda deu mais três tiros.
Logo após o crime, o prefeito e irmão do autor, Deiró Marra, fez um pronunciamento e assinou a exoneração do secretário.
Pré-candidato a vereador em Patrocínio é atacado durante live
Declaração do prefeito
Para a imprensa, o prefeito disse que não teve relação com a discussão entre Cássio e o irmão. Além disso, Deiró Moreira Marra rebateu a crítica feita pelo candidato a vereador durante a live.
“Lamentamos tudo que aconteceu e essa sequência de fatos absolutamente injustificáveis, que culminaram na morte do vereador Cássio Remis por disparo de armas de fogo, infelizmente pelas mãos do meu irmão. Todas minhas diferenças de campo político sempre foram resolvidas através do debate, jamais tive qualquer atitude fora desse campo”, falou.
Candidato a vereador é atacado durante live e morto em Patrocínio
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”