PF investiga suspeito de comercializar cédulas falsas em um grupo de WhatsApp no Piauí


Investigação identificou o número de telefone e a conta bancária usados para a prática criminosa. Nesta terça (29), dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos no interior do estado. Sede da superintendência da Polícia Federal em Teresina – Piauí
Ellyo Teixeira/ G1 PI
A Polícia Federal cumpriu, na manhã desta terça-feira (29), dois mandados de busca e apreensão no município de São João da Serra, a 125 km de Teresina. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal na capital e fazem parte de uma investigação envolvendo crimes de distribuição de moeda falsa no Piauí.
De acordo com o inquérito policial, um homem estaria comercializando cédulas falsas em um grupo de Whatsapp, a prática, se comprovada, configura o crime de falsificação de papel-moeda, previsto no artigo 289, do Código Penal.
A investigação identificou o número de telefone utilizado para os anúncios no grupo de Whatsapp e a conta bancária utilizada para recebimento dos valores decorrentes da prática criminosa.
A conta, segundo a PF, estaria vinculada à agência da Caixa Econômica Federal (CEF) no município de Altos, a 37 km da capital.
Conforme a PF, o material apreendido nesta terça-feira vai auxiliar na investigação e pode determinar se houve, realmente, a prática criminosa, além de confirmar a autoria do crime investigado.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”