PIX: Banco Central anuncia situação em que pagamentos de pessoa física não serão gratuitos

O PIX é o novo método de pagamento desenvolvido pelo Banco Central do Brasil que visa entregar maior facilidade e agilidade quando comparado a outros métodos tradicionais, como boleto e DOC. O serviço estreia no país no dia 16 de novembro, com o início do cadastramento de suas chaves de identificação tendo ocorrido no último dia 5.

A novidade é oferecida de maneira gratuita a pessoas físicas, empresários individuais e MEIs, mas em anúncio realizado nesta quinta (29) o Banco Central atualizou as normas de funcionamento do PIX com a liberação da cobrança de taxas em uma situação específica – os pagamentos com finalidade comercial.

Levando em consideração que, nessas condições, é difícil detectar uma transação com caráter comercial, o BC definiu as seguintes normas: as instituições financeiras podem cobrar taxas em transações via QR Code dinâmico, ou caso haja ocorrência de mais de 30 transações mensais em uma conta.

Clique aqui para ler mais

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.