PM apura confusão envolvendo policias em hospital de Salvador; funcionário disse que tiros foram disparados no local

Polícia diz que nenhuma arma foi localizada na ação. Funcionário diz que homens, com arma em punho, forçaram entrada na emergência da unidade. Uma confusão envolvendo dois policiais militares, ocorrida na noite de quinta-feira (19), no Hospital Prohope, localizado no bairro de Cajazeira 8, em Salvador, está sendo investigado pela PM. Um funcionário da unidade afirmou que tiros foram disparados no local.
De acordo com a PM, a corporação foi acionada por causa de uma confusão motivada por dois homens na emergência da unidade. E, segundo a denúncia, eles teriam disparado para o alto, para que o portão da unidade fosse aberto e fosse prestado atendimento médico a um deles, que tinha sofrido um acidente de motocicleta.
Ainda conforme a PM, a guarnição enviada ao local identificou a dupla como policiais militares, mas não foi localizada nenhuma arma de fogo. O G1 entrou em contato com o Hospital Prohope, mas não teve retorno até a última atualização desta reportagem.
Um funcionário da unidade, que não quis se identificar, disse que houve um disparo na entrada da unidade, no setor de emergência. Segundo ele, os dois chegaram ao hospital de motocicleta e, com a arma em punho, exigiram que o portão fosse aberto.
“Vi um clarão e ouvi uns disparos. Todos se esconderam onde podiam, e não sabiam o que estava acontecendo. O pessoal na portaria disse que eles chegaram em uma moto, com a arma em punho e querendo entrar no hospital. E um deles atirou para cima, e acabaram entrando na emergência, gritando, um deles sujo de sangue por causa da queda”, disse o servidor, que não quis se identificar.
De acordo com ele, a polícia militar agiu rápido e toda a confusão não durou mais de 15 minutos.
Veja mais notícias do estado em G1 Bahia.
Assista aos vídeos do Jornal da Manhã
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.