Polícia desarticula esquema que forjava acidentes de carro no DF para embolsar dinheiro do seguro


Dez veículos foram destruídos intencionalmente, segundo Polícia Civil. Mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Brasília e em Goiás. Carro destruído por batida é apreendido pela Polícia Civil do DF
PCDF/Divulgação
A Polícia Civil do Distrito Federal cumpriu, na manhã desta terça-feira (29), dez mandados de busca e apreensão em operação que investiga um esquema de fraude em seguros de veículos. A suspeita é que uma organização criminosa forjava acidentes de carro para desviar valores do conserto. Não houve prisões.
A força-tarefa, batizada de “Total Loss”, é coordenada pelo centro de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri), que monitora os suspeitos desde 2019. O grupo investigado agia no DF e em Goiás e, desde o ano passado, destruiu pelo menos dez veículos (veja detalhes abaixo).
Os mandados foram cumpridos na casa dos envolvidos. Na capital federal, as equipes estiveram em Brasília e em Taguatinga. Na região do Entorno, houve buscas em Águas Lindas e também na cidade goiana de Colinas do Sul – a quase 300 quilômetros do DF.
Grupo especializado em furtar veículos usando serviço de guincho é preso no DF
Polícia apreende carro de luxo de R$ 350 mil em operação contra fraudes em empréstimos
Polícia Civil do DF apreende R$ 10 mil em dinheiro em operação que investiga esquema de fraudes em seguro de carros
PCDF/Divulgação
Em um dos endereços, no Gama, onde mora o suspeito de comandar o esquema, a equipe apreendeu R$ 10 mil em espécie, de real e dólar (veja foto abaixo).
Esquema criminoso
De acordo com a investigação, o grupo integrava uma organização criminosa, que adquiria veículos considerados “de difícil comercialização” – alguns deles já com danos –realizava o conserto e, assim, conseguia aprovar seguros novos em vistoria das empresas.
Após o contrato, os suspeitos provocavam uma “colisão proposital dos veículos”, segundo a Polícia Civil. Em seguida, acionavam o seguro, que pagava o conserto com base na tabela FIPE – valor superior ao gasto na compra dos automóveis.
“Em todos os acidentes houve choque proposital da coluna central, dano estrutural que conduz necessariamente à perda total do veículo”, informa a Polícia Civil.
Imagens de carros já batidos apreendidos pela corporação mostram que os veículos apresentam danos do lado do passageiro (veja na foto abaixo). As batidas eram realizadas durante a madrugada, em Santa Maria e no Park Way.
Carro destruído por batida é apreendido pela Polícia Civil do DF
PCDF/Divulgação
Entre 2019 e 2020, o grupo teria forjado cinco acidentes, destruindo dois veículos em cada um deles. No total, dez carros foram destruídos.
Ainda de acordo com as investigações, para dificultar a investigação, os registros dos acidentes eram feitos na Delegacia Eletrônica. Os envolvidos se revezavam nas condições de motorista, contratante do seguro e terceiro envolvido.
VÍDEOS: veja destaques do G1 Carros
Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.