Polícia desvenda caso de homem que furtou loja e se passou por vítima em Itajaí

A Polícia Civil, por meio da DIC (Divisão de Investigação Criminal de Itajaí), concluiu a investigação sobre um furto em uma loja de cosméticos, e tentativa de furto em um banco, ambos no bairro Vila Operária. O principal suspeito, de 33 anos, alegou que foi sequestrado e forçado a realizar o crime, porém, ele mesmo confessou ser mentira. O fato ocorreu em abril deste ano, e a investigação foi concluída nesta quinta-feira (15).

Prisão ocorreu em Tunápolis, no Extremo-Oeste – Foto: Polícia Civil/Divulgação/ND

A investigação

Desde o início a DIC trabalhou para identifica o autor do crime. Após a reunir elementos informativos e de provas, foi possível inferir que um dos executores do crime foi um homem de 33 anos.

Isso porque, ao ver uma notícia veiculada em um jornal local, o homem procurou a Delegacia de Polícia e registrou um boletim de ocorrência mencionando que teria sido sequestrado e obrigado a realizar os atos que os outros criminosos lhe determinavam.

Ocorre que o álibi trazido pelo comunicante (autor) destoava de tudo que já havia sido apurado no inquérito policial, onde restou devidamente comprovado que se tratava – na verdade – de uma falsa comunicação de crime com o nítido intento de desvirtuar a atuação policial da real autoria delitiva.

Deste modo, cumpriu-se um mandado de busca e apreensão na residência do autor a fim de coletar ainda mais elementos informativos e de provas, onde foi possível confirmar a tese inicial levantada pela Polícia Civil acerca da autoria delitiva dos crimes em tela.

Interrogado na sede da DIC, ao ser confrontado com os elementos da investigação, o autor confessou todos os fatos a ele imputados, inclusive, confirmou que registrou um ¨falso sequestro¨ para se eximir da responsabilidade criminal.

O autor foi indiciado pelos crimes de falsa comunicação de crime e pelo também pelo delito de furto qualificado. O inquérito policial foi concluído e remetido ao Poder Judiciário.

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”