Por causa de surto de Covid-19, Uruguai decreta medidas “estritas” na fronteira com o Brasil

O Ministério da Saúde do Uruguai anunciou nesta quarta-feira, 21, que implementará, durante um período de 30 dias, uma série de medidas “estritas” para conter o recente surto de Covid-19 na cidade de Rivera, que fica na fronteira com o Brasil e por onde circulam diariamente cidadãos dos dois países. O titular da pasta, Daniel Salinas, que visitou a cidade – próxima a Santana do Livramento, no Rio Grande do Sul – para coordenar o novo plano de ação com as autoridades locais, explicou que as principais medidas incluem a suspensão de espetáculos públicos e de festas privadas.

Além disso, o ministro pediu aos centros de ensino que não exijam presença dos alunos durante este período, já que dos 123 casos de Covid-19 confirmados no departamento de Rivera, 28 contágios ocorreram em estabelecimentos de educação. Também foi solicitada a fiscalização, através do Ministério dos Transportes, do uso de máscaras nos ônibus, bem como a manutenção da ventilação nestes veículos. Sobre eventos e cultos religiosos, Salinas explicou que deve ser feita uma lista de participantes, além do cumprimento de protocolos de prevenção, como o uso de máscaras e álcool gel, e o respeito à capacidade de cada recinto.

Para estabelecimentos comerciais e turísticos, o Ministério da Saúde determinou que devem ter sua lotação limitada a um pessoa por cada cinco metros quadrados, além de controlar a da temperatura dos clientes que entram e exigir o uso de máscara. “Nossa equipe de fiscalização vai se instalar em Rivera e vai aplicar multas que variam entre 36 mil pesos (aproximadamente US$ 818) e 1,2 milhão de pesos (cerca de US$ 27.270). Vamos ser rigorosos e vamos fazer com que essas ordens sejam cumpridas”, argumentou Salinas.

Desde o dia 13 de março, quando foi decretado estado de emergência sanitária no Uruguai devido ao surgimento dos quatro primeiros casos de Covid-19, o país já realizou 286.583 testes de detecção do novo coronavírus, com 2.623 resultados positivos. Desse total, 2.142 pessoas já se recuperaram e 52 morreram. Atualmente, 14 dos 19 departamentos do Uruguai contam com casos ativos: Artigas, Canelones, Cerro Largo, Colônia, Durazno, Lavalleja, Maldonado, Montevidéu, Rivera, Salto, San José, Soriano, Tacuarembó e Treinta y Tres.

*Com informações da EFE

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.