“Precisamos da habilitação de leitos de UTI”, diz presidente da AMOSC sobre Covid-19

“Precisamos, urgentemente, que o Ministério da Saúde faça a habilitação dos leitos de UTI Covid-19 e que a população se sensibilize e volte a retomar as precauções para prevenir a transmissão do vírus”. A declaração é do prefeito de Chapecó e presidente da AMOSC (Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina), Luciano Buligon, após reunião realizada com os prefeitos da região na tarde desta quinta-feira (19).

Mapa de risco divulgado pela SES nesta quarta-feira – Foto: Divulgação/ND

Junto com os secretários de saúde dos municípios, os prefeitos avaliaram o quadro epidemiológico da região com relação a Covid-19. Conforme a última atualização divulgada pela SES (Secretaria de Estado da Saúde) nesta quarta-feira (18), o Oeste do Estado continua na classificação grave (cor laraja).

Segundo Buligon, a solução apontada pelos prefeitos é a sensibilização em massa e a fazer uma gestão forte mobilizando junto as autoridades e ao Ministério de Saúde para a habilitação dos leitos de UTI Covid-19, até que exista uma solução com a vacina contra o vírus.

Nível grave

Conforme a última atualização da SES (Secretaria de Estado da Saúde), a região Oeste permaneceu no risco grave na transmissão da Covid-19. Há duas semanas a região havia descido para o nível alto (cor amarela), mas em decorrência do aumento da ocupação hospitalar com pacientes a região voltou ao nível grave.

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.