Programa de residência no HRBA tem ajudado na permanência de médicos no norte do Brasil


Número de médicos residentes que decidem continuar atuando na região do Pará chega a 50%. Mais de 80 médicos já fizeram residência na unidade em Santarém. Médica durante atendimento no HRBA, em Santarém
Ascom Pró-Saúde/Divulgação
Sendo referência na saúde pública e localizado em uma das principais cidades do País, o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) em Santarém, no oeste do Pará, tem contribuído a cada dia para que médicos residentes permaneçam atuando na região mesmo após a residência.
A unidade hospitalar tem programa de residência médica em parceria com a Universidade Estadual do Pará (Uepa). Ao todo, 83 médicos já se formaram em 12 especialidades com apoio do programa. Deste total, cerca de metade dos profissionais continuaram atuando na região, muitos no próprio HRBA.
Além de referência no serviço de assistência médica de alta complexidade no Norte do Brasil, a unidade também é local de intercâmbio para estudantes de medicina de outros países, como Espanha, Bélgica, França, e Estados Unidos.
Hospital Regional de Santarém é referência para mais de 1,1 milhão de pessoas dos 20 municípios do oeste do Pará
Geovane Brito/G1
Com o trabalho realizado junto aos residentes, o HRBA tem fortalecido o interesse dos profissionais em continuar atuado na região, proporcionando mais acessibilidade e qualidade na assistência em saúde à população.
Após 2 anos de residência na unidade, a médica paraibana Camila Rolim, de 30 anos, permaneceu em Santarém. Ela é uma das especialistas em pediatria.
“Atuar neste hospital fez toda a diferença na minha formação, inclusive, hoje me sinto muito mais segura”, destacou.
Realidades diferentes
Em cinco décadas, o total de médicos no país aumentou 665,8%. Esse levantamento, que consta da pesquisa Demografia Médica 2018, realizado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), revela o crescimento do número de profissionais, mas alerta para uma outra situação no país.
Em janeiro de 2018, o Brasil contava com 452.801 médicos. Esse número representa 2,18 médicos por mil habitantes. No entanto, a distribuição de profissionais médicos não é igualitária nos estados e municípios.
A região Sudeste apresenta maior número de profissionais. Apenas em São Paulo, a concentração de médicos é de 21,7%. Outras regiões do Brasil, como o Norte e Nordeste, acabam sofrendo com essa desproporção. Daí a importância do trabalho desenvolvido na unidade hospitalar em Santarém.
Corpo médico especializado
Atualmente, o Hospital Regional do Baixo Amazonas conta com o trabalho de 145 médicos em 35 especialidades. A unidade é mantida pelo Governo do Pará, sendo gerenciada desde 2008 pela Pró-Saúde.
Atendendo a uma população estimada em 1,3 milhão de pessoas, de 30 municípios da região Oeste do Pará, Baixo Amazonas e Xingu, o Hospital Regional do Baixo Amazonas é certificado desde 2014 como Hospital Ensino pelos Ministérios da Saúde e da Educação.
Entre as estratégias de atuação do HRBA estão o estímulo ao desenvolvimento dos profissionais da saúde com a capacitação no atendimento e realização de procedimentos avançados, pesquisas inovadoras, além de atendimento urbano e acolhimento especializado, inclusive aos povos indígena.
De acordo com o diretor Hospitalar do HRBA, Hebert Moreschi, esses esforços, em conjunto com as ferramentas de gestão, melhoram e tornam a experiência dos profissionais mais diversificada.
“Esse diferencial se torna um laboratório especial aos profissionais, que se tornam ainda mais capacitados para um atendimento de qualidade, atuando sempre com o melhor da medicina na região da Floresta Amazônica. São desafios e ao mesmo tempo uma demonstração de experiência, competência e comprometimento do nosso corpo clínico”, conclui.
Dia do médico
Mural em homenagem ao corpo clínico do HRBA foi montado dentro da unidade
Ascom Pró-Saúde/Divulgação
Em comemorações ao Dia do Médico, celebrado em 18 de outubro, o HRBA montou um painel com fotos dos médicos que atuam na unidade. O painel foi colocado na recepção principal do hospital.
Entre as imagens, está o retrato da médica Izabel Fernandes, em homenagem aos 10 anos do seu trabalho no Serviço de Radioterapia do HRBA. A profissional foi uma das vítimas no novo coronavírus, falecendo pela doença no dia 26 de setembro, em Belém.
“Queremos demonstrar nossa gratidão a quem tem como missão o cuidado com a vida. É uma singela homenagem da Pró-Saúde e do Hospital Regional do Baixo Amazonas ao trabalho desenvolvido com excelência aos nossos pacientes”, destaca Epifânio Filho, diretor Técnico do HRBA.
Médicos que atuam no HRBA receberam lembrança em comemoração ao dia do médico, celebrado neste domingo, 18 de outubro
Ascom Pró-Saúde/Divulgação
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”