Projeto de extensão da UFTM em Uberaba recebe minifábrica e produz sanitizantes para a prevenção à Covid-19


Álcool glicerinado, álcool gel e água sanitária são destinados ao Hospital de Clínicas da UFTM e instituições do município. Produção foi viabilizada após doação de equipamentos pelo Instituto Mosaic. Álcool gel e álcool glicerinado produzidos no Laboratório de Processos Ambientais do ICTE-UFTM
UFTM/Divulgação
Um projeto de extensão da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), em Uberaba, trabalha na produção de 1.800 litros de sanitizantes, incluindo álcool glicerinado 70%, álcool gel 70% e água sanitária, que serão destinados à prevenção da Covid-19.
A produção, iniciada no dia 6 de outubro, foi viabilizada após parceria com o Instituto Mosaic, que doou para a Empresa de Soluções Ambientais (Esamb) – empresa júnior do curso de Engenharia Ambiental da UFTM – uma minifábrica, insumos e embalagens para a fabricação de 600 litros de cada tipo de sanitizante.
Os produtos são feitos no Laboratório de Processos Ambientais do Instituto de Ciências Tecnológicas e Exatas (ICTE) da UFTM, no campus Univerdecidade.
Dos 1.800 mil litros produzidos, metade foi destinada ao Hospital de Clínicas da UFTM (HC-UFTM), setores administrativos e demais dependências da instituição. Os outros 900 litros serão revertidos para a Mosaic Fertilizantes para doações a instituições de Uberaba.
Minifábrica e parte do álcool gel glicerinado e da água sanitária produzidos no Laboratório de Processos Ambientais do ICTE-UFTM
UFTM/Divulgação
O projeto de extensão é liderado pelo professor Deusmaque Carneiro Ferreira, coordenador do Programa de Mestrado em Ciência e Tecnologia Ambiental do Departamento de Engenharia Ambiental da UFTM, tem como coordenador-adjunto o professor Lucas Ferreira de Paula, do campus da UFTM em Iturama, e conta com a colaboração do técnico administrativo Alexandre de Faria Lima, que é coordenador geral dos laboratórios do ICTE.
Segundo o professor Deusmaque, a minifábrica é capaz de sintetizar sanitizantes em conformidade com as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que atendem às preconizações da 2ª Revisão do Formulário Nacional da Farmacopeia Brasileira.
“A operação desta minifábrica pode ser realizada por um único profissional. Esse critério atende às recomendações de segurança apresentada pelo Ministério Público, que preconiza manter a distância mínima de dois metros de qualquer pessoa devido à situação da pandemia”, acrescentou.
Ainda segundo Deusmaque, a doação da minifábrica pelo Instituto Mosaic contribui para maior independência da UFTM em relação à produção de sanitizantes destinados ao HC-UFTM e demais setores da universidade.
A perspectiva, segundo o professor, é dar continuidade à produção gerando redução de custos para instituição com a aquisição dos insumos e a autonomia da produção de sanitizantes no sentido de abastecer todos os setores da UFTM.
Professores Lucas Ferreira de Paula e Deusmaque Carneiro Ferreira, coordenadores do projeto de extensão ‘Produção de Sanitizantes na Prevenção da Covid-19’
UFTM/Divulgação
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.