Protetora de gatos de Itapema recebe indenização de R$ 120 mil

Uma moradora de Itapema, no Litoral Norte de Santa Catarina, será indenizada em R$ 120 mil depois de ser tratada como “louca” pela vizinhança. A decisão foi protocolada pela 2ª Vara Cível do Fórum de Itapema.

Protetora de gatos de Itapema vai receber indenização de R$ 120 mil. – Foto: Divulgação/ND

A mulher, que chegou a abrigar mais de 150 gatos, será indenizada por danos morais e materiais pelo município. Ela abrigou os animais em 2012 a pedido da Vigilância Sanitária, com o argumento que seria que era algo temporário até a construção de um gatil municipal.

A quantidade de felinos abrigados por ela chegou a causar confusão com a vizinhança, que a taxou de “louca” e “acumuladora de gatos”. Sem um gatil próprio, os bichanos andavam em todos os cômodos da casa dela.

O deferimento de um pedido de tutela de urgência determinou a retirada dos gatos do local e o recolhimento deles em uma nova estrutura dentro do canil municipal.

Na sentença, o juiz Fernando Machado Carboni explica que, mesmo que ela tivesse demonstrado interesse em abrigar os animais, a situação saiu do controle e causou, além de agravamento na saúde dela, um endividamento.

“Todas as vezes que procurou o réu [o município] para informar que não queria mais receber animais em sua residência, nada foi feito. Dessa forma, entendo que houve sim abalo da imagem da autora, que ficou conhecida como acumuladora de animais”, cita o juiz.

Em nota, o município de Itapema “tem ciência da decisão e oferecerá recurso dentro do prazo legal”. A cidade possui um centro provisório de animais.

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”