Rainha Elizabeth deixa residência pela primeira vez desde início da pandemia

A rainha Elizabeth II realizou, nesta quinta-feira (15), seu primeiro ato público fora de uma de suas residências oficiais em sete meses, desde o início da pandemia. A monarca, de 94 anos, estava acompanhada por seu neto, o príncipe William, durante uma visita ao Laboratório de Ciência e Tecnologia de Defesa (Dstl), em Port Down, perto da cidade de Salisbury, na Inglaterra, onde conversou com cientistas em atividade na gestão da crise da Covid-19 no Reino Unido.

Elizabeth e o príncipe também tiveram a oportunidade de conversar com alguns dos funcionários desse centro que colaboraram em 2018 na resposta ao envenenamento por Novichok do ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha Yulia naquela cidade. Por ocasião da visita real, o laboratório reforçou suas medidas de segurança para proteger a rainha de uma possível infecção pelo coronavírus.”Foi solicitado aconselhamento específico a médicos e pessoas relevantes e foram tomadas todas as precauções necessárias, trabalhando em estreita colaboração com o Dstl”, disse um porta-voz do Palácio de Buckingham.

Entre essas medidas preventivas, as 48 pessoas que hoje teriam um contato mais estreito com a rainha e William foram previamente testadas e cada um dos pequenos grupos organizados para participar do ato foram orientados a manter a distância social de dois metros com a realeza. Além disso, a própria rainha foi ao evento de helicóptero enquanto o neto viajava de carro. Desde que a pandemia foi declarada em março, foi a primeira vez que Elizabeth II deixou uma de suas residências — e se afastou de seu pequeno grupo de funcionários, chamado de “Bolha de Sua Majestade” — para cumprir um compromisso oficial.

A rainha passou por um confinamento nacional em março em sua residência em Berkshire County, mas sempre esteve ocupada trabalhando com audiências por telefone e videochamadas. O último evento público da rainha Elizabeth fora de suas residências foi quando ela e outros membros da família real participaram de um evento em Londres no dia 9 de março.

*Com informações da EFE

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.