Receita paga restituição do IR para 3 milhões de contribuintes nesta quarta

A Receita Federal paga, nesta quarta-feira (30), a restituição do último lote de 2020 do imposto de renda. O crédito cairá na conta de 3.199.567 contribuintes.

O Fisco pagará, ao todo, R$ 4,3 bilhões em restituição do imposto de renda. A maior parte (3.120.836) vai para quem enviou a declaração até o dia 16 de setembro.

Receita Federal vai pagar mais de R$ 4,3 bilhões de restituição do imposto de renda – Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/ND

Os demais (78.731) são idosos, deficientes ou contribuintes cuja maior fonte de renda é o magistério, que têm prioridade legal e vão receber R$ 226,3 bilhões.

E se o dinheiro não cair na conta?

Caso o valor da restituição do IR não seja creditado na conta corrente indicada na declaração, o contribuinte pode ir pessoalmente a qualquer agência do Banco do Brasil.

Ele também pode ligar para a central de atendimento para agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Os telefones são:

  • 4004-0001 (capitais);
  • 0800-729-0001 (demais localidades); e
  • 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos)

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá preencher o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição ou no Portal e-CAC, no serviço Meu Imposto de Renda. Ambos no site da Receita Federal.

Restituição ainda não saiu

Este é o último lote de restituição do IR de 2020. Diferentemente dos últimos anos, a Receita antecipou o pagamento dos lotes e reduziu o número de lotes para cinco.

Até então, o dinheiro era pago em sete vezes e o calendário seguia até dezembro.

O contribuinte que não teve a restituição paga no último lote de 2020, pode acessar o portal e-CAC, buscar o serviço Meu Imposto de Renda e verificar se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento.

Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as observações do Fisco e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A checagem também pode ser feita via aplicativo para tablets e smartphones.

O que fazer com o dinheiro?

A educadora financeira Teresa Tayra e o diretor executivo da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade), Miguel de Oliveira, dão dicas sobre o que fazer com o dinheiro.

Oliveira acredita que a restituição deste ano será usada por muitos para a sua sobrevivência durante a crise gerada pela pandemia do coronavírus.

Ele sugere que quem tem dívidas, priorize o pagamento.“Sem dívidas e gastos de sobrevivência para pagar, a alternativa é guardar o dinheiro em algum fundo de renda fixa.” Miguel de Oliveira

Teresa sugere que antes de sair gastando a restituição, o contribuinte faça uma reflexão sobre seu comportamento financeiro.

Ela orienta que seja feito um levantamento dos gastos mensais – essenciais e outros que garantem o seu padrão de vida – para entender o seu comportamento de consumo e conseguir direcionar melhor o uso dos recursos.

Depois de conhecer sua situação financeira, Teresa lista algumas dicas sobre o que fazer com a restituição:

  • Construir a reserva de emergência, caso não tenha;
  • Investir em conhecimento (cursos e livros) que ajudem a ter uma nova habilidade e, assim, aumentar sua renda;
  • Destinar parte da restituição para o futuro e investir; e
  • Realizar algum sonho ou desejo que já estava planejando e aguardava algum recurso extra.
Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”