Reunião discute retomada da passagem de trens e VLTs pelo Mutange, em Maceió


Entendimento de órgãos de fiscalização é de que ainda não há segurança para isso, porque a Braskem não concluiu as ações exigidas na região. Retorno do VLT no bairro do Mutange foi discutido em reunião na segunda-feira
Suely Melo/G1
Representantes do Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Estado de Alagoas (MP/AL) e da Defensoria Pública decidiram que ainda não é o momento de trens e Veículos Leves sobre Trilhos (VLT) voltarem a operar no Mutange, em Maceió. O entendimento foi definido durante reunião online na segunda-feira (28).
A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) suspendeu a passagem pelo bairro em 1º de abril deste ano. Além do Mutange, Bom Parto, Bebedouro e Pinheiro foram afetados pelas rachaduras no solo devido à extração de sal-gema na capital alagoana, deixando o solo instável.
Segundo os órgãos oficiais, a Braskem, empresa responsável pela mineração apontada como causadora das rachaduras, não atendeu aos requisitos que o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e as Defesas Civis consideram indispensáveis para o tráfego seguro do VLT e de seus usuários na região.
Um dos requisitos é a instalação da rede de monitoramento que fornecerá as informações necessárias à avaliação da possibilidade de retomada das atividades no bairro. Essa instalação ainda não foi concluída.
A reportagem entrou em contato com a Braskem por volta das 13h e aguarda retorno sobre as medidas exigidas pelos órgãos de fiscalização.
O promotor de Justiça Jorge Dória ressaltou a importância de as vidas dos usuários serem resguardadas ao mesmo tempo em que analisam qualquer possibilidade de retomada dos serviços de tráfego do VLT. Para Dória, os transtornos à malha viária causados pela empresa estão afetando a mobilidade urbana na região.
Além dos órgãos públicos, também participaram da reunião representantes da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), das Defesas Civis Nacional e do Município de Maceió, do Serviço Geológico do Brasil (SGB/CPRM), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e da empresa petroquímica Braskem.
Veja os vídeos mais recentes do G1 AL
Veja mais notícias da região no G1 AL
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”