Romance sobre criança que ajuda mãe alcoólatra ganha Booker Prize 2020

Com seu romance de estreia, o escritor escocês Douglas Stuart foi o vencedor do Booker Prize 2020, o principal prêmio para literatura em língua inglesa.

“Shuggie Bain” conta a história de um menino em Glasgow, nos anos 1980, que tenta ajudar sua mãe enquanto ela luta contra o vício em álcool e a pobreza. Ainda não há previsão de publicação no Brasil.

O anúncio do ganhador, escolhido entre seis finalistas, foi feito nesta quinta (19), em uma cerimônia transmitida online. Quatro dos finalistas eram escritores iniciantes.

O escritor Douglas Stuart

A chefe do júri, Margaret Busby, afirmou que a decisão foi unânime. O livro é “desafiador, íntimo e envolvente”, disse ela.

Segundo a BBC, o autor de 44 anos afirmou que estava “absolutamente chocado” ao saber que venceu. Ele dedicou o prêmio à mãe, que morreu de alcoolismo quando ele tinha 16 anos.

Seu romance acompanha a vida de Agnes Bain, que mora com seus filhos pequenos num conjunto habitacional de Glasgow e entra em desespero depois do final do casamento, caindo no alcoolismo. Por causa de sua deterioração, suas crianças deram um jeito de se afastar dela, mas Shuggie ficou para tentar ajudar.

Nascido e criado em Glasgow, o escritor se formou no Royal College of Art de Londres. Depois de formado, se mudou para Nova York, onde seguiu carreira na moda antes de começar a escrever. Já teve textos publicados na revista New Yorker e no site Lithub.

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.