Saiba a história das cooperativas: modelo surgiu na Revolução Industrial

A “Sociedade dos probos de Rochdale”. Esse é o nome da primeira iniciativa cooperativista do mundo. Foi no ano de 1844. Um grupo de tecelões estava insatisfeito com as condições de trabalho e não conseguia comprar o básico para sobreviver. Foi aí que tiveram a ideia: montar um armazém próprio. Eles juntaram valores para comprar alimentos em grande quantidade e poder pagar preços menores.

A “Sociedade dos probos de Rochdale”– Foto/Divulgação: ND

Deu certo. A cooperativa prosperou e saltou de 28 membros para mais de 3 mil sócios n

o espaço de uma década. As 28 libras viraram 152 mil libras. Não demorou muito para a ideia passar a ser reproduzida por todo o mundo.

Esse movimento cresceu e hoje existem diversos tipos de cooperativas. As mais comuns são do ramo agropecuário. Mas também existem outras que são da área de consumo, infraestrutura, saúde, produção de bens e serviços, transporte e as cooperativas de crédito.

O cooperativismo no Brasil

Aqui no país, o cooperativismo começou através da fundação da Colônia Tereza Cristina, no Paraná em 1847 criada pelo médico francês Jean-Maurice Faivre. Após vender tudo o que tinha, decidiu viajar para França e convencer os franceses de que seria uma boa ideia criar uma “nova sociedade”. O médico conseguiu convencer então 63 franceses a virem morar no Brasil.

Primeiras cooperativas – Foto/Divulgação: ND

A vila durou 11 anos e foi uma experiência de vida comunitária onde todos cooperavam entre si. Após essa experiência começaram a surgir pelo país diversos modelos cooperativistas parecidos. Mas somente no ano de 1887 surgiu realmente a primeira cooperativa do Brasil, chamada “Cooperativa de Consumo dos Empregados da Companhia Paulista”, em Campinas/SP.

Estudos produzidos pelo Banco Central do Brasil apresentam que a primeira cooperativa de crédito surgiu no ano de 1902 localizada na Nova Petrópolis no Rio Grande do Sul. Denominada inicialmente Caixa de Economia e Empréstimos Amstad foi renomeada para Caixa Rural de Nova Petrópolis. Inclusive foi também a primeira cooperativa de crédito da América Latina.

Primeira cooperativa de Santa Catarina surgiu em Itapiranga

Em Santa Catarina, a primeira cooperativa de crédito surgiu durante a colonização, em 1926, na Colônia Porto Novo, distrito de Chapecó, que após emancipação passou a se chamar Itapiranga.

Padre Theodor Amstad foi o fundador de “diversas caixas rurais, para os próprios agricultores e para que outras pessoas pudessem se ajudar mutuamente” apresenta o Sicoob Creditapiranga, a cooperativa de crédito pioneira do estado de Santa Catarina. A assembleia de constituição foi no dia 21 de outubro de 1932 e estavam presentes 41 pessoas. Hoje o Estado soma 254 cooperativas, sendo 61 de crédito.

Cooperativa de crédito tem serviços focados na advocacia

As cooperativas de crédito funcionam como os bancos, oferecem os mesmos serviços e não visam lucro, por isso possuem taxas mais acessíveis. Elas também oferecem facilidades de acesso ao crédito para os cooperados. Foi com esse propósito que advogados fundaram o Sicoob Advocacia, a cooperativa de crédito específica para os advogados.

A advogada Eliane Velho administra um escritório que lida com ações trabalhistas e encontrou na cooperativa de crédito a facilidade para fazer os pagamentos de forma rápida.

Advogada Eliane Velho utiliza serviços da cooperativa de crédito dos advogados  – Foto/Reprodução: NDTV

“A cooperativa, ela vem pra mim no sentido de facilitar muito porque eu consigo fazer num dia 400 TEDs. Isso pra nós advogados é maravilhoso porque imagina que numa causa de 400 pessoas todo mundo está querendo o seu dinheiro. Aquela causa demorou 10 anos E então saiu o dinheiro. Eles querem no mesmo dia”, diz.

Além da conta do escritório, Eliane também tem a conta pessoal. Ela diz que a cooperativa oferece mais soluções e lembra de um episódio em que estava em viagem nos Estados Unidos e precisou de apoio da cooperativa para prolongar a estadia em função de um furacão.

“Eu imediatamente passei um WhatsApp para minha gerente e falei ‘olha, to aqui, to preocupada não sei quantos dias, o que vai acontecer, eu preciso que aumente o limite do meu cartão de crédito porque se eu me machucar com esse furacão eu vou precisar de hospital ou coisa parecida’. E imediatamente o conselho de crédito se reuniu e eles liberaram um limite bem alto para que eu pudesse ficar lá em segurança, tranquila”, diz.

Além de prestar soluções de forma individual, as cooperativas de crédito funcionam pela inclusão financeira e pelo desenvolvimento econômico regional.

“A cooperativa veio da necessidade humana de se ajudar, cooperar um com o outro é se ajudar. Então, as pessoas tinham no começo uma necessidade, todos se juntavam para fazer a colheita, todos se juntavam para construir a casa de alguém. Depois se percebeu que alguns tinham mais recursos que outros e se juntavam para que todos tivessem os recursos para financiar os seus negócios”, diz o advogado Marco Antônio Mendes Sbissa, que é diretor financeiro do Sicoob Advocacia.

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.