Saiba como vai funcionar a programação infantojuvenil do IX Fliaraxá


Leo Cunha é o curador da programação infantojuvenil
Fernando Rabelo
Na edição 2020, a programação infantojuvenil vai ocupar as manhãs de 29 de outubro a 1 de novembro. Sendo assim, nos dois primeiros dias, de 8h às 11h30, no sábado, de 9h às 11h30, e, por fim, no domingo, de 9h às 10h, a garotada terá acesso a lives com debates e vídeos. Estão na programação autores como Paula Pimenta, Daniel Munduruku e Rosana Mont’Alverne.
“Vamos mesclar algumas atividades ao vivo, em lives, com vídeos. Nos vídeos, os convidados e contadores de histórias produziram conteúdo especialmente para o Fliaraxá. Está tudo muito bonito, bacana e variado”, conta o curador Leo Cunha, responsável pelas apresentações.
Os autores
Já no primeiro dia de programação, 29/10, teremos Tino Freitas, Alessandra Roscoe e Paula Pimenta. Além de ser mestre de cerimônia, Tino também será o autor convidado para as mesas. Ele é escritor, jornalista e contador de histórias. Autor de “Quem quer brincar comigo?”, “O menino que falava pouco”, “Primeira palavra”, entre outros. Foi vencedor do Prêmio Jabuti em 2013. Já Paula Pimenta é de BH e é escritora dos fenômenos “Fazendo Meu Filme” e “Minha Vida Fora de Série”. Registrou um milhão de livros vendidos em 2016.
No segundo dia, 30/10, será a vez de Daniel Munduruku e Rosana Rios. Daniel é escritor e professor. Pertence à etnia indígena Munduruku. Autor de “Histórias de índio, coisas de índio” e “As serpentes que roubaram a noite”. O livro dele “Meu avô Apolinário” recebeu da Unesco menção honrosa no Prêmio Literatura para Crianças e Jovens na questão da tolerância. Rosana tem mais de 70 títulos publicados voltados para o público infantojuvenil. São dela as obras “Ora, vírgulas” e “O incrível Duelo de Magia”. Recebeu o Prêmio Jabuti em 2016.
Sábado, 31/10, terceiro dia de programação, serão José Santos, Selma Maria e Rosana Mont’Alverne. José Santos escreveu mais de trinta títulos pelo SESI-SP. É autor de “Matinta Pereira”, “Show de bola”, “Almanaque da Bola”, “Futebolíada” e “A divina jogada”. Selma é escritora e pesquisadora de brinquedos. Autora de, por exemplo, “Zurro”, “Ora Bolas” e “Falta”. Por fim, Rosana Mont’Alverne, é advogada e ganha a vida contando histórias.
No último dia, 1.º/11, Otávio Cesar Jr., com encerramento de Tino Freitas. Otávio criou um projeto de leitura nas favelas do Complexo da Penha e do Alemão, no Rio de Janeiro. Participam dos vídeos gravados: Alexandre Rampazo, André Neves, Jonas Ribeiro, Júlio Emílio Braz, Lucrécia Leite, Luciano Pontes, Mafalda Milhões, Tereza Yamashita e Warley Goulart.
Acesse aqui a programação infantojuvenil completa.
Saiba mais:
Qual a importância de José Saramago para a língua portuguesa
Como é a língua portuguesa em Angola?
Conceição Evaristo indica quatro livros inesquecíveis
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”