Santa Catarina tem 2 mil novos casos da Covid-19

Nesta sexta-feira (23), 2.072 novos casos da Covid-19 foram confirmados em Santa Catarina. Com isso, já chega a 243.116 confirmações desde o início da pandemia. A alta se dá logo após a maior em 40 dias, também acima dos 2 mil casos.

Do total de pacientes, 230.522 (95%) estão já recuperados, e 3.015 mortes foram registradas, sendo quatro contabilizadas nas últimas 24h. Proporcionalmente, são 3.393 casos e 42,1 mortes a cada 100 mil catarinenses.

Santa Catarina tem 2 mil novos casos da Covid-19 – Foto: Reprodução / NDTV Blumenau

A maioria dos infectados são adultos de 30 a 39 anos, que somam mais de 61 mil pacientes. Mais de um terço (1.133) das vítimas fatais possui entre 60 e 79 anos, sendo pessoas do grupo de risco pela idade. Também foram registradas 551 mortes de idosos acima dos 80 anos.

A cidade com mais casos segue sendo em Joinville, no Norte de Santa Catarina, que tem 23.902 casos confirmados, mais do que 10% do total do Estado.

Em seguida, em casos estão os seguintes municípios: Florianópolis (17.719), Blumenau (13.134), São José (10.367), Itajaí (8.506), Criciúma (7.694), Balneário Camboriú (7.661), Palhoça (7.538), Chapecó (7.468) e Brusque (6.045).

Mais de 57% dos leitos estão ocupados

Dos 1.503 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da rede pública do Estado, 863 estão ocupados, sendo 201 por pacientes da Covid-19 e 662 por pacientes com outras enfermidades. Assim, o índice de ocupação está em 57,4%, deixando 640 leitos livres.

Atualmente, não há nenhum hospital superlotado, sendo o Hospital São José, de Jaraguá do Sul, o que possui maior índice de ocupação, de 88%. São 24 dos 27 leitos livres, com 10 pacientes da Covid-19.

Contudo, dez hospitais possuem todos os seus leitos gerais ocupados, apesar de ter disponibilidade de leitos específicos para atender pacientes com Covid-19. No total, há somente um paciente com o vírus nestas unidades, com todos os demais tendo outras enfermidades.

Um terço dos catarinenses em casa

Refletindo a quinta-feira (22), foram 33,3% dos catarinenses em isolamento social, abaixo da média nacional, de 34,3%, e deixando o Estado na 23ª posição no ranking do quesito.

Santa Catarina tem mais regiões em risco alto

Desde quinta (22), Santa Catarina chegou a 10 regiões com nível alto, enquanto outras seis ainda continuam em nível grave, de acordo com o mapa de risco do Estado. O ND+ teve acesso a atualização na quinta-feira (22).

Agora, as regiões em nível alto (amarelo) são: Oeste, Xanxerê, Meio-Oeste, Alto Vale do Rio do Peixe, Alto Vale do Itajaí, Serra Catarinense, Médio Vale do Itajaí, Nordeste, Foz do Rio Itajaí e Carbonífera.

Já as regiões do Extremo-Oeste, Alto Uruguai Catarinense, Planalto Norte, Grande Florianópolis, Laguna e Extremo Sul Catarinense aparecem no nível grave (laranja). Não há regiões em nível gravíssimo (vermelho) ou moderado (azul).

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.