Secretaria de Educação abre mais de 4,6 mil vagas em cursos gratuitos de qualificação profissional


Inscrições serão realizadas entre os dias 24 a 28 de outubro em unidades do IEMA e Centros Educa Mais. Ao fim do curso, os candidatos vão receber certificados e kits profissionalizantes. Secretaria de Estado da Educação do Maranhão (Seduc) anuncia a abertura de vagas para cursos profissionalizantes no estado.
Divulgação/Governo do Maranhão
A Secretaria de Estado de Educação do Maranhão (Seduc) abre na segunda-feira (24), inscrições para 4.625 vagas em cursos gratuitos de qualificação profissional ofertados pelo Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA).
As inscrições poderão ser realizadas até o dia 28 de outubro, nas unidades plenas e vocacionais do IEMA e dos Centros Educa Mais. O preenchimento das vagas será realizado por ordem de realização da inscrição.
Após a realização da inscrição, os candidatos deverão confirmar suas matrículas nos dias 29 e 30 de outubro, no mesmo local onde foi realizada a inscrição. As aulas serão realizadas nas unidades do IEMA e dos Centros Educa Mais.
Para se inscrever, o candidato deverá preencher uma ficha de inscrição, apresentar cópias da carteira de identidade, CPF e comprovante de residência. Confira o edital divulgado pela Secretaria de Educação.
Ao todo, serão disponibilizadas 183 turmas e a carga horária é de 80 a 140 horas. Além da certificação, os candidatos devem receber, ao fim do curso, um kit para colocar em prática os conhecimentos obtidos durante o curso.
Veja, abaixo, a lista de alguns cursos estão sendo ofertados:
Corte e costura;
Eletricista predial;
Instalação e manutenção de ar condicionado;
Cabeleireiro;
Operador de caixa de supermercado;
Jardinagem;
Estética;
Mecânica de motocicleta;
Reparo e manutenção de celular;
Manicure e pedicure;
Modelista e design de sandália em couro;
Confeitaria;
Construção de embarcações artesanais maranhenses;
Reciclagem de papel;
Reaproveitamento de garrafa pet;
Biojoias;
Reaproveitamento de madeira;
Cerâmica;
Confeiteiro;
Panificação, entre outros.
De acordo com a Seduc, serão investidos R$ 900 mil em recursos públicos para a realização dos cursos. A iniciativa, integra o Plano Emergencial de Empregos (PEE) Celso Furtado, que foi anunciado em agosto pelo governo estadual, e pretende retomar a economia do estado durante a pandemia.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.