Segunda fase do Inquérito Sorológico no Maranhão começa nesta segunda-feira (19)


De acordo com a SES, nesta edição, 5.100 pessoas em 66 municípios do estado serão testadas. O Inquérito será realizado até o 30 de outubro.
Amostras coletadas no inquérito serão analisadas pelo Laboratório Central do Maranhão (LACEN)
Divulgação/Secretaria de Saúde do Maranhão (SES)
Nesta segunda-feira (19), a Secretaria de Estado da Saúde (SES) vai dar início à segunda fase do Inquérito Sorológico no Maranhão. O Inquérito será realizado até o 30 de outubro.
De acordo com a SES, nesta edição, 5.100 pessoas em 66 municípios do estado serão testadas. A atividade começa às 8h30, na região do Turu e da Vila Luizão. As amostras coletadas serão enviadas ao Laboratório Central do Maranhão (LACEN-MA), onde passarão por análise.
“O inquérito é importante para aferir a chamada imunidade coletiva. Ou seja, você ter barreiras biológicas contra a expansão do coronavírus. O Inquérito sorológico afere por métodos científicos, estatísticos, por amostragem, mais ou menos, o número de pessoas que, provavelmente, tiveram contato com o vírus e desenvolveram anticorpos e, portanto, estão mais protegidas”, explicou o governador Flávio Dino (PCdoB), durante entrevista coletiva na última sexta-feira (16).
Ainda de acordo com o governador, o resultado da observação laboratorial ajudará a definir as medidas de prevenção e assistenciais a serem oferecidas pela gestão estadual no primeiro semestre de 2021.
Governo do Maranhão anuncia reabertura de cinemas e descarta réveillon
Primeira fase do inquérito
Na primeira fase do inquérito, realizada de 27 de julho a 7 de agosto, os agentes de saúde do estado visitaram 69 municípios das 19 regiões de saúde do Maranhão. Ao todo foram testadas 4.080 pessoas, distribuídas na região metropolitana e no interior.
A avaliação do estudo estimou que 40% da população do Maranhão havia contraído o novo coronavírus (Covid-19) desde o início da pandemia e assim obtido anticorpos contra o vírus.
Somente nos municípios da Grande Ilha, essa preponderância registrou 38,9%. Nos municípios de grande porte, com mais de 100 mil habitantes, a prevalência teve taxa de 35,2%.
Em números reais, os resultados apontaram que 2.877.454 das pessoas que vivem no estado haviam contraído a doença e possuem a prevalência de anticorpos contra o vírus SARS-CoV-2.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”