Ser Educacional e Ânima firmam acordo sobre ativos da Laureate no Brasil


Acordos garantem que Ser receba R$ 180 milhões ou duas faculdades como indenização. Além disso, empresa tem 100% de preferência na compra de outras três instituições da Laureate. A Laureate possui atualmente 267 mil estudantes matriculados no Brasil em 11 instituições de ensino superior.
Divulgação
A Ser Educacional anunciou nesta sexta-feira (30) que fechou acordos com a Ânima, grupo que apresentou proposta maior do que a Ser e comprou as operações no Brasil da Laureate. O acordo extrajudicial foi firmado pela madrugada e encerrou o litígio pelos ativos da Laureate no país.
Segundo nota divulgada pela Ser Educacional, empresa fundada pelo paraibano Janguiê Diniz, os acordos preveem que a Ser receba uma multa de R$ 180 milhões ou adquira duas instituições da Laureate pelo mesmo valor. A proposta é de adquirir a Faculdade Internacional da Paraíba (FPB) e o Centro Universitário dos Guararapes (UNIFG), pelo mesmo valor da multa.
A Ser também assinou um acordo com a nima para comprar 100% de outras três instituições de ensino da Laureate: os centros universitários UniRitter e Fadergs, ambos em Porto Alegre, e IBMR, no Rio de Janeiro.
“A nima Educação concede à Ser, uma opção de compra, por valor fixo pré-acordado, que poderá ser exercida, a exclusivo critério da Ser”, informa comunicado da Ânima.
Em nota, a Ser diz que acredita que “estas cinco instituições têm marcas fortes com sólida base de alunos e reconhecidas pelo mercado em suas regiões de origem”, apresentando “amplo potencial de crescimento em todos os segmentos de ensino, contando com infraestrutura diferenciada e qualidade acadêmica”.
Em setembro, a Laureate havia recebido uma oferta de R$ 4 bilhões da Ser pelos ativos no Brasil. Na última semana, a Ânima ofereceu uma proposta R$ 500 milhões maior do que a da Ser.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.