Sindicato pede interrupção das atividades em plataforma da Petrobras com casos de Covid-19


Segundo o Sindicato dos Petroleiros do Litoral Paulista (Sindipetro-LP), ao menos 17 trabalhadores embarcados na plataforma P-69. Petrobras diz que colaboradores foram desembarcados e segue as orientações de autoridades sanitárias. Plataforma da Petrobras tem 17 casos confirmados de Covid-19, afirma sindicato da Baixada Santista
Divulgação/Sindipetro
O Sindicato dos Petroleiros do Litoral Paulista (Sindipetro-LP) pediu a interrupção temporária das atividades da plataforma P-69, localizada na Bacia de Santos, por conta de um surto de Covid-19. Segundo o Sindicato, pelo menos 17 trabalhadores embarcados testaram positivo.
Os trabalhadores embarcados acionaram o Sindicato, na semana passada, quando as primeiras notícias de pessoas com sintomas de Covid-19 surgiram dentro da plataforma. Na última quinta-feira (12), um trabalhador que desembarcou testou positivo por meio do exame RT-PCR.
Outros 13 trabalhadores que desembarcaram da plataforma, entre o último sábado (14) e terça-feira (17), também testaram positivo para Covid-19. Segundo o Sindicato, todos os pacientes apresentaram sintomas do novo coronavírus. Outros 14 trabalhadores que desembarcaram no período testaram negativo.
O diretor do Sindipetro-LP, Marcelo Silva de Lima, foi para o Rio de Janeiro (RJ) acompanhar a situação. Segundo ele, a Petrobras não informou a relação ou a quantidade de funcionários infectados na unidade. “Os próprios trabalhadores fizeram as denúncias e a estatal não nos informou nada sobre a situação dos trabalhadores infectados”.
Segundo Marcelo, equipes da Unidade de Negócios da Bacia de Santos (UN-BS) foram enviadas à plataforma e ao aeroporto de Jacarepaguá para testar os trabalhadores que desembarcam da unidade. Ele diz que tem acompanhado de perto a situação dos trabalhadores e reforçado a importância da testagem.
“Também pleiteamos (à Petrobras) a interrupção temporária das atividades da plataforma para que os petroleiros possam ser desembarcados e a plataforma seja descontaminada. São medidas que propomos para mitigar a disseminação do vírus. Por isso, reforçamos a importância da testagem durante o desembarque da plataforma”, afirma o diretor.
Petrobras
Por meio de nota, a Petrobras informou que os colaboradores que manifestaram sintomas, bem como seus contactantes, desembarcaram imediatamente e foram testados em terra, com acompanhamento das equipes de saúde da Petrobras e orientações para isolamento.
De forma preventiva, a companhia testou todo o efetivo a bordo, incluindo empregados próprios e colaboradores de empresas prestadoras de serviços. Os profissionais que tiveram teste positivo foram desembarcados e, como medida adicional, todos os contactantes dos casos positivos, mesmo tendo testado negativo, desembarcaram e ficarão em isolamento em terra para posterior repetição do teste.
As instalações da plataforma passaram por higienização adicional por equipe especializada e foram reforçadas as orientações de distanciamento e prevenção a bordo.
A Petrobras disse ainda que reitera o compromisso com a saúde e a segurança dos colaboradores e vem adotando procedimentos robustos em todas as suas unidades desde o início da pandemia, atuando sempre de forma diligente. Todas as ações têm base em evidências científicas e orientações de autoridades sanitárias. A Petrobras já realizou mais de 320 mil testes para Covid-19 nos colaboradores de suas unidades próprias em todo o país.
VÍDEOS: as notícias mais vistas do G1
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.