Suspeito de envolvimento em assassinato de advogados é morto e policial fica ferido em confronto


Jaberson Gomes estava em Porto Nacional. Assassinato dos advogados foi em Goiânia. A Polícia Militar do Tocantins entrou em confronto na noite desta sexta-feira (30) com o segundo suspeito de envolvimento nas mortes dos advogados Marcus Aprígio Chaves e Frank Alessandro Carvalhaes de Assis. A Polícia Civil de Goiás confirmou que Jaberson Gomes, o segundo suspeito, foi morto na troca de tiros.
O confronto ocorreu na saída de Porto Nacional para Silvanópolis, na parte sul da cidade. O Instituto Médico Legal confirmou que foi acionado para buscar o corpo. Um policial que ainda não teve o nome divulgado ficou ferido e foi levado para o Hospital Regional da cidade.
O assassinato dos advogados foi em Goiânia dentro de um escritório na quarta-feira (29), no Setor Aeroporto. Na manhã desta sexta, Pedro Henrique Martins Soares, de 25 anos, foi preso como suspeito do caso também em Porto Nacional, na região metropolitana de Palmas. A polícia goiana informou que ele será transferido de avião para Goiânia neste sábado (31).
A suspeita, de acordo com apuração da TV Anhanguera, é de que o crime foi motivado por causa de uma desavença em um processo que as vítimas ganharam, desagradando a outra parte envolvida.
Em nota, a Polícia Civil de Goiás informou que “as equipes de investigação continuam atuando para elucidar o homicídio que vitimou dois advogados”. Uma força-tarefa composta por cinco delegados e 30 policiais civis foi montada para solucionar o crime.
Pedro e o comparsa teriam se hospedado em um hotel no Centro de Goiânia no último domingo (25), três dias antes do crime. Durante a investigação, os policiais foram até o local e fizeram uma varredura tentando localizar mais provas do duplo homicídio.
Da esquerda para a direita, advogados Marcus Aprígio Chaves e Frank Alessandro Carvalhaes de Assis, em Goiânia, Goiás
Reprodução/OAB-GO
Imagens de câmeras de segurança obtidas com exclusividade pela TV Anhanguera mostram a movimentação dos suspeitos na porta do hotel. Testemunhas disseram que um deles se apresentou como vidraceiro e outro, como estudante. Relataram também que ambos saíram várias vezes do hotel em um carro.
Imagens mostram suspeitos de morte de advogados saindo de hotel em Goiânia
Veja outras notícias da região no G1 Tocantins.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.