Terra Indígena segue sem abastecimento de água em Chapecó

A Terra Indígena Toldo Chimbangue em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, continua sem abastecimento de água, mesmo após a instalação de um novo transformador. A instalação foi feita no último fim de semana pela Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina).

Expectativa é de que a questão da água seja resolvida até esta sexta-feira (16). – Foto: Reprodução/NDTV Chapecó

A falta de água se deve ao não cumprimento, por parte da Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena), das medidas que lhe cabem para garantir o funcionamento da bomba usada na extração de água de um poço artesiano.

Segundo o MPF (Ministério Público Federal), condenada pela Justiça Federal, em 8 de setembro, a promover em cinco dias as providências necessárias, a Sesai ainda não solucionou a questão de insuficiência de energia elétrica para funcionamento da bomba que abastece de água a terra indígena, mesmo pagando multa de R$ 100 por dia por descumprir a sentença.

Pandemia

De acordo com indígenas, o conserto da bomba foi feito parcialmente, mas há um problema elétrico de baixa tensão que impede que a situação se normalize. A bomba necessita de 440V de tensão para funcionar adequadamente, mas, ao medir a tensão com a bomba ligada, registra apenas 363V.

O cacique do Toldo Chimbangue, Antônio Antunes, lamenta a demora na solução do problema. “Essa situação está se arrastando há cinco meses. São cerca de 100 famílias prejudicadas com a falta do abastecimento. Durante o momento mais crítico da pandemia ficamos sem água, que é essencial para o combate à Covid-19. A expectativa é de que até sexta-feira essa situação seja resolvida”, comenta.

Transtornos

Segundo o procurador da República Carlos Humberto Prola Júnior, “a situação, que seria grave por si só, tem causado ainda mais transtorno à comunidade neste momento de pandemia da Covid-19, haja vista a maior necessidade de água para higienização”.

Além do requerimento para que a Celesc realizasse a adaptação da rede elétrica. O procurador enviou oficio à prefeitura de Chapecó e a Câmara Municipal de Vereadores para dar ciência dos problemas no fornecimento de água na TI Toldo Chimbangue, onde residem centenas de munícipes chapecoenses.

Segundo nota enviada pela prefeitura de Chapecó, o município recebeu um ofício apenas para conhecimento da situação e do que está sendo feito, sem solicitar ou exigir nada por parte da administração municipal. A Câmara de Vereadores também recebeu o ofício e informou que analisará o documento.

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”