Terremoto de magnitude 7 deixa mortos na Turquia e na Grécia

Testemunhas sentiram o chão sacudir por coisa de 30 segundos. Em minutos, o mar já tinha crescido e começou a levar tudo embora em cidades dos dois países. Terremoto de magnitude 7 tem reflexos na Grécia e na Turquia
Um terremoto de magnitude 7 teve reflexos nesta sexta-feira (30) na Turquia e na Grécia.
Testemunhas sentiram o chão sacudir por coisa de 30 segundos. Em minutos, o mar já tinha crescido e começou a levar tudo embora em cidades da Turquia e da Grécia.
As rachaduras atravessaram prédios e fizeram vidas inteiras desmoronarem. Muita gente correu para as ruas e não acreditava naqueles desabamentos. A Prefeitura da província turca de Izmir contou pelo menos 20. Um homem disse que entrou em pânico, mas conseguiu sair no último minuto.
A tragédia aconteceu perto das 15h (hora local) no Mar Egeu – que fica entre a Turquia e a Grécia. O epicentro foi a 14 quilômetros da ilha de Samos, mas também atingiu com força Izmir. A terra mexeu inclusive em Atenas e em Istambul. O governo grego pediu para os 45 mil moradores da ilha ficarem longe da costa por causa do risco de um tsunami.
O primeiro-ministro da Grécia ligou para o presidente turco para prestar condolências. Mas logo depois, Kyriakos Mitsotakis descobriu que houve gregos entre os mortos também.
A maioria dos terremotos do mundo acontece a mais de 300 quilômetros de profundidade; esse chegou perto de 10. E quanto mais perto da superfície pior. Os dois países ficam sentados numa falha geológica. Os terremotos são relativamente comuns, mas não com essa violência. A última vez que a Turquia foi atingida com força foi há nove anos. O terremoto em Istambul deixou 500 mortos. Outro, em Izmit, matou 17 mil pessoas em 1999.
Nesta sexta-feira (30), as escavadeiras voltaram à intensidade total. Mas um monte de pessoas correu para ajudar a Defesa Civil. O governo turco mandou um avião militar e equipes para participarem das buscas. O serviço de resgate conseguiu tirar 70 pessoas dos escombros pelo menos. As mãos cavam até sangrar.
Até agora, a Turquia registrou 17 mortos e mais de 760 feridos. A Grécia confirmou duas vítimas.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.