Top Chef: “O mais importante é competir comigo mesmo”, revela Bruno Alves

O chef Bruno Alves deixou a disputa por R$ 300 mil e o cobiçado título de Top Chef durante a semifinal do reality gastronômico da Record TV, mas deixou sua marca na competição e mostrou ao Brasil que ficar na zona de conforto não é a sua praia. As informações são de Juliana Lambert, do R7.

Bruno deixou o reality na semifinal- Foto: Divulgação/Record TV

“Todos os pratos que eu fiz foram inéditos – pelo menos para mim. Eu gosto de criar, me arriscar, isso fazia parte do meu desafio pessoal quando topei entrar no programa. O mais importante é competir comigo mesmo e mostrar que posso ser capaz de fazer coisas boas”, comenta.

Bruno que se envolveu em algumas polêmicas ao longo da competição acredita que foi muito inocente em diversos momentos.

“Eu conversava, opinava, trocava ideia achando que todos estávamos na mesma sintonia, mas não estávamos. Tenho problemas em enxergar maldade. Tomei um susto aqui fora quando vi que muitas coisas que eu falava foram percebidas como críticas pessoais, o que não era minha intenção”, revela o chef.

Nunca foi um jogo

Ele confessa que não encarou o reality como um jogo e conta o que teria feito se tivesse uma nova chance: “Fiquei surpreso ao ver que pessoas com quem eu tentava ter um convívio amigável não estavam dispostas a fazer o mesmo. Por estar em um programa com outros chefs muito qualificados – e talvez muito mais qualificados que eu – achei que poderíamos ter conversas técnicas, trocar ideia… mas muita gente preferiu levar o programa como um jogo, o que pra mim é uma grande pena. Então acho que eu ficaria mais calado nesse sentido”.

A experiência do confinamento também não positiva: “Eu queria apenas cozinhar, meu foco era esse. O confinamento faz as pessoas conviverem de uma forma errada, e isso atrapalha, sim.”

Já as provas, o chef classifica como tranquilas: “Gostava de me sentir desafiado. O importante é entender que a forma como se cozinha num reality show é muito diferente de um restaurante, ou em casa, onde você tem tempo para testar, provar… mas foi muito divertido”.

O chef  leva do reality comandado por Felipe Bronze muitos aprendizados e amizades.

Ele está torcendo por Lara na grande final, que vai ao ar nesta sexta (2), a partir das 23h, na tela da Record TV.

Bruno teve que fechar seu restaurante durante a pandemia e agora só tem um pensamento para o futuro: “Pretendo encontrar um novo lugar, que seja bacana, onde eu possa cozinhar e me divertir”. finaliza.

A final da segunda temporada do Top Chef Brasil vai ao ar nesta sexta-feira (2), a partir das 23h, na Record TV.

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”